Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Chefe de segurança de Zuckerberg é acusado de assédio sexual e racismo

A própria mulher do fundador fundador do Facebook, Priscilla Chan, teria sido alvo de comentários racistas e xenófobos

Notícias ao Minuto Brasil

08:25 - 31/05/19 por Notícias Ao Minuto

Tech Facebook

O responsável pela segurança privada de Mark Zuckerberg e anteriormente agente dos serviços secretos, Liam Booth, está sendo acusado por dois ex-colaboradores de assédio sexual e de ter feito comentários racistas e xenófobos sobre a própria mulher do fundador do Facebook, Priscilla Chan.

Os dois ex-colaboradores estão sendo apoiados pela empresa de advocacia Bloom Firm que divulgou as acusações ao Business Insider. Nestas acusações é contado como Booth cometeu assédio sexual a um assistente pessoal de Zuckerberg e encontrava motivos para constantemente assediar um dos acusadores no local de trabalho.

Nestas acusações é também referido que Booth fez comentários racistas sobre Chan. Estes seriam motivos de relamação dos colaboradores aos superiores de Booth que, entretanto, não tomaram qualquer tipo de ação contra o especialista de segurança.

“Levamos as queixas no local de trabalho muito a sério e a nossa equipe de recursos humanos vai investigar prontamente este assunto,” pode ler-se no comunicado compartilhado por um representante de Zuckerberg. No comunicado é referido que Booth foi afastado das funções e só poderá regressar ao trabalho após o encerramento da investigação sobre o caso.

Campo obrigatório