Meteorologia

  • 22 JULHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Ateez, grupo de k-pop, estreia no Brasil sem lotar estádio mas com público eufórico

A boy band se apresentou no Allianz Parque para cerca de 30 mil pessoas, segundo a produção –maior público que já tiveram e a primeira vez em um estádio de futebol.

Ateez, grupo de k-pop, estreia no Brasil sem lotar estádio mas com público eufórico
Notícias ao Minuto Brasil

11:15 - 27/08/23 por Folhapress

Fama ATEEZ-GRUPO

NATHALIA DURVAL
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O grupo de k-pop Ateez fez sua estreia no Brasil neste sábado já com o maior show nos seus cinco anos de carreira. A boy band se apresentou no Allianz Parque para cerca de 30 mil pessoas, segundo a produção –maior público que já tiveram e a primeira vez em um estádio de futebol.

Um dos principais nomes do gênero a despontar nos últimos anos, o grupo vem de uma gravadora pequena dessa indústria e faz mais sucesso com o público de fora da Coreia do Sul.

Eles são o único artista do pop sul-coreano a fazer show no estádio paulistano, além do BTS, que esgotou 85 mil ingressos em duas datas, em 2019.

Desta vez, no entanto, o Ateez não ocupou a capacidade total do lugar: apenas os setores de pista premium, pista e cadeira inferior foram colocados à venda. Os ingressos, que chegavam a custar R$ 2.500 para um pacote VIP, ainda estavam disponíveis em todas as modalidades quando o show começou, às 18h.

A garoa que ia e vinha durante todo o dia persistia quando a boy band subiu ao palco com "Halazia". Durante quase três horas, o grupo apresentou uma sequência de 22 músicas, com direito a coreografias, dançarinos, troca de figurinos, pirotecnia e fogos de artifício.

Mesmo debaixo de chuva, mostraram resistência, assim como as Atinys, como são chamadas suas fãs. Na plateia, os looks carregados de cor preta foram ofuscados pelas capas de chuva.
"Acho que vocês são mais animados do que nós", disse Hoongjong, líder do grupo. "Minha mãe consegue ouvir vocês lá da Coreia."

O grupo é formado por oito integrantes: Seonghwa, Hongjoong, Yunho, Yeosang, San, Mingi, Wooyoung e Jongho, mas sofreu uma baixa importante. Jongho, o vocalista principal, não pode participar da apresentação na capital paulista por causa de uma lesão.

Logo após a primeira música, o líder pediu a compreensão dos fãs pela ausência. As partes dele eram tocadas em playback, ferramenta muito comum no k-pop.

"O Brasil é um país que desde criança eu quis conhecer", disse o cantor e dançarino Seonghwa. "Prometemos voltar com os oito integrantes".

Na segunda parte da performance, a mais animada, transformaram o palco em um navio pirata com o auxílio de imagens em cinco telões, bandeiras e uma roda do leme.
Com esse cenário, cantaram os principais hits, "Wonderland" e "Bouncy (K-pop Chili Peppers)", antes de desafiar os fãs para fazer dancinhas no estilo TikTok de uma de suas coreografias. Em outro momento de interação, jogaram bolas infláveis no formato de uma Lua no público.

A apresentação que atraiu 30.000 pessoas reforça uma onda de shows de k-pop no Brasil, que havia sido pausada pela pandemia. Ao menos dez artistas sul-coreanos já vieram ao país neste ano.

O Ateez traz a turnê "The Fellowship: Break the Wall" pela primeira vez à América do Sul -eles ainda fazem shows no Chile, na quarta (30), e na Colômbia, em 3 de setembro.

Leia Também: Anitta e Simone Susinna terminam romance e deixam de se seguir no Instagram

Receba as notícias dos famosos, novelas, BBB e outros reality shows.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de actores, actrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório