Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Rio anuncia R$ 23 milhões para cidades atingidas pelas chuvas

O anúncio dos recursos foram feitos pelo governador Wilson Witzel, que visitou regiões do Rio

Rio anuncia R$ 23 milhões para cidades atingidas pelas chuvas
Notícias ao Minuto Brasil

09:40 - 28/01/20 por Notícias Ao Minuto

Brasil Clima

O governo do Rio de Janeiro anunciou R$ 23 milhões para os oito municípios das regiões norte e noroeste do estado atingidos pelo forte temporal de sexta-feira (24), que deixou dois mortos e milhares de desabrigados e desalojados. Desse total, R$ 10 milhões serão destinados à  Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e R$ 13 milhões às pastas da Defesa Civil e da Saúde.

O anúncio dos recursos foram feitos pelo governador Wilson Witzel, que visitou a região. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos está realizando um levantamento dos danos nos oito municípios. Além de verificar demandas como água potável, colchões e cestas básicas, o órgão analisa pedidos para concessão no Aluguel Social, programa estadual que prevê ajuda financeira a famílias afetadas por calamidades públicas. 

A secretaria também está recebendo doações de água mineral, alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza, roupas, colchonetes e roupa de cama e banho no prédio da Central do Brasil  (Praça Cristiano Otoni s/nº - sala 760), no Centro do Rio. 

A secretária Fernanda Titonel lamentou as mortes do músico Anderson Titolei, enterrado ontem (26), vítima de alagamentos em Porciúncula, e do auxiliar de padeiro Taciano dos Reis Gama, de 19 anos, cujo corpo foi encontrado hoje (27) em Itaperuna. Ele estava desaparecido desde sábado (25) depois que pulou no Rio Muriaé, junto com mais três amigos, e foi arrastado pela correnteza.

“Ficamos muito tristes com essas perdas humanas decorrentes da chuva e nos solidarizamos também com aqueles que perderam seus bens materiais. Há famílias que perderam tudo ou quase tudo com as inundações e alagamentos. Muitos estão abrigados em escolas, igrejas e casas de parentes e amigos ou ilhados em locais de difícil acesso”, disse Fernanda.

O levantamento da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos começou a ser feito no último sábado. As maiores demandas chegam das prefeituras de Itaperuna, Laje do Muriaé, Porciúncula e Bom Jesus do Itabapoana. Houve pedidos também de Cardoso Moreira, Miracema, Natividade, Santo Antônio de Pádua e São Francisco do Itabapoana.

Outra equipe coordenada pela subsecretária de Assistência Social e Segurança Alimentar, Cristiane Lamarão está na região desde ontem para visitar os locais e oferecer auxílio, além de verificar as demandas pelo Aluguel Social. A equipe esteve em Bom Jesus do Itabapoana e Itaperuna e seguiu hoje para Santo Antônio de Pádua, Miracema, Laje do Muriaé e Porciúncula, onde tem sido recebida por secretários municipais de Assistência Social. O acesso por terra ao município de Cardoso Moreira não foi possível.

A Secretaria de Estado de Saúde enviou nesta segunda-feira, medicamentos e insumos médicos e hospitalares aos municípios de Itaperuna, Bom Jesus de Itabapoana, Porciúncula e Laje do Muriaé.

“A intenção é aproximar nossas equipes de Vigilância em Saúde e Vigilância Epidemiológica da população afetada por essas terríveis enchentes. Nossa ação será proativa, a fim de prevenir doenças relacionadas às chuvas e darmos suporte para o tratamento imediato de pacientes” , disse o secretário de Saúde, Edmar Santos. 

Santos também falou sobre a possível proliferação do mosquito Aedes aegypti nesses municípios. “Assim que o nível das águas baixar, vamos otimizar o enfrentamento ao mosquito para evitar a proliferação. Queremos evitar ao máximo que um surto de doenças provocadas pelo inseto, como dengue, zika e chikungunya, atinja essa população”, disse o secretário.

Com informações da Agência Brasil

Campo obrigatório