Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2017
Tempo
21º
MIN 21º MÁX 21º

Edição

Sírio que sofreu xenofobia agora quer food truck

Mohammed Ali Abdelmoatty Ilenavvy disse ter vivido, ontem, o dia mais feliz da vida

Sírio que sofreu xenofobia agora quer food truck
Notícias ao Minuto Brasil

13:20 - 13/08/17 por Notícias Ao Minuto

Brasil Rio de Janeiro

"Estou muito feliz. Muito mesmo. Sou a pessoa mais feliz do mundo hoje", relatou o refugiado sírio Mohammed Ali Abdelmoatty Ilenavvy, vítima de xenofobia enquanto vendia esfiha em Copacabana, no Rio de Janeiro. Duas semnanas após ser atacado por um ambulante, que o chamou de "homem-bomba" e exigia que saísse do país, Mohammed recebeu o apoio de centenas de cariocas em evento batizado de "Esfihaço".

Ao comemorar a presença da multidão que formou filas na Rua Santa Clara, Mohammed antecipou que pretende abrir um food truck. "Já conseguiu arrecadar R$ 4.600 para comprar um food truck, avaliado em R$ 20 mil", contou ao jornal O Globo.

 + Brasileiros consomem cinco litros de agrotóxicos por ano

O dia especial, definido pelo imigrante como o mais lucrativo desde que chegou ao Rio, há três anos, deverá se repetir no próximo sábado. Mohammed levará o "Esfihaço" a Campo Grande. A cidade de São Paulo também está nos planos dele.

Campo obrigatório