Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2017
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Pezão diz que Rio tem condições de combater tráfico com Forças Armadas

Tropas estão atuando em operações na capital fluminense desde agosto

Pezão diz que Rio tem condições de combater tráfico com Forças Armadas
Notícias ao Minuto Brasil

21:29 - 23/09/17 por Estadao Conteudo

Brasil Declaração

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), afirmou que o Rio de Janeiro tem condições de combater o tráfico "mas junto com as Forças Armadas". As tropas estão atuando em operações na capital fluminense desde agosto, e na sexta-feira, 22, foram chamadas para ajudar no cerco à favela da Rocinha.

Em entrevista ao canal Globonews na noite de sexta-feira, 22, Pezão negou que a população do Estado precise se acostumar com o poder do tráfico de drogas. "Nós temos condições de combater, mas junto com as Forças Armadas", sustentou o governador, que disse pleitear ajuda federal desde que assumiu o cargo em abril de 2014, quando o então governador Sergio Cabral (PMDB) deixou o cargo.

"O Rio de Janeiro é cercado de rodovias federais. Não tem uma entrada pra dentro da cidade do Rio que seja uma rodovia estadual. Se nós não tivéssemos o que a gente tem hoje, o que o presidente Michel Temer (PMDB) colocou aqui, com 380 policiais rodoviários federais, com a Polícia Federal, com a inteligência e disponibilidade das Forças Armadas em nos ajudar, nós não teríamos condições de combater como estamos combatendo", disse Pezão. "Nós estamos combatendo fuzil, que é arma de guerra. O Rio não tem fábrica de fuzil. Esses fuzis entraram ao longo do tempo por essas rodovias totalmente abandonadas."

O governador também anunciou que enviará projeto de lei à Alerj para a criação de um fundo voltado à segurança pública. "Vamos enviar à Assembleia Legislativa na segunda-feira um projeto onde a gente destina 5% dos royalties do petróleo do pré-sal para um fundo de segurança e também para equipar melhor a polícia e dar condições melhores aos policiais", declarou. "Uma parte desses recursos, entre 20% e 25%, serão para ações sociais dentro das comunidades". Com informações do Estadão Conteúdo.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório