Meteorologia

  • 14 AGOSTO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

São Paulo atinge 15% da meta de vacinação em um dia e meio

De sábado (4) até as 12h desta segunda (6), foram aplicadas mais de 177 mil doses das duas vacinas

São Paulo atinge 15% da meta de vacinação em um dia e meio
Notícias ao Minuto Brasil

13:50 - 07/08/18 por Folhapress

Brasil saúde

Em um dia e meio desde o início da campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo, São Paulo atingiu cerca de 15% da sua meta de imunização -a cidade espera atender 562.392 crianças, que representa 95% do público alvo. De sábado (4) até as 12h desta segunda (6), foram aplicadas mais de 177 mil doses das duas vacinas.

Segundo levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, 89.914 crianças menores de cinco anos tomaram a vacina contra paralisia infantil e 87.579 foram vacinadas contra o sarampo. Uma criança pode ter tomado as duas doses no mesmo dia.

A orientação do Ministério da Saúde é de que todas as pessoas com idades entre um e cinco anos incompletos sejam vacinadas, independentemente de estarem com o esquema de imunização em dia.

Para receber a vacina em São Paulo é preciso levar documento de identificação e, se possível, carteira de vacinação e o cartão SUS. É possível consultar aqui a UBS (Unidade Básica de Saúde) de referência, de acordo com o endereço.

No estado de São Paulo, o balanço parcial da campanha indica a aplicação de 760.496 doses das vacinas contra a pólio e o sarampo.

Entre a manhã de sábado e as 15h da segunda, foram 377.023 crianças vacinadas contra sarampo e 383.923 contra a poliomielite. A população alvo no estado paulista é de 2,2 milhões de pessoas.

Para a Secretaria Estadual de Saúde de SP, é fundamental que os pais ou responsáveis levem aqueles que ainda não foram vacinados aos postos até 31 de agosto, quando a campanha será encerrada.

Para a diretora de imunização da secretaria, Helena Sato, a vacinação é fundamental para eliminar os riscos da circulação destas doenças em São Paulo. "As vacinas são seguras e esperamos que os pais e responsáveis se mobilizem e nos ajudem a atingir a meta de 95% de vacinados", afirmou em nota.

No sábado, dia 18 de agosto, os postos de saúde de todo o estado abrirão das 8 às 17h para mais um Dia D. A ideia é facilitar o atendimento aos pais que não conseguem vacinar os filhos durante a semana. Cerca de 35 mil profissionais devem ser mobilizados para o segundo dia D.

VACINAÇÃO NO BRASIL

Nos estados que registraram surtos de sarampo, a vacinação foi antecipada como medida de bloqueio para interromper a circulação do vírus. Nas demais regiões do país, a campanha nacional começou nesta segunda-feira (6), dia estabelecido pelo Ministério da Saúde.

A imunização nacional visa evitar uma reintrodução da paralisia infantil no país (que não é registrada desde 1989, mas tem baixos índices de vacinação) e novo avanço do sarampo, para além dos estados do Norte que lidam com o surto.

Até mesmo aquelas que já receberam as doses no passado devem ser vacinadas novamente. A ideia é manter coberturas homogêneas de vacinação.

O esquema vacinal para poliomielite é composto por três doses da vacina administradas aos dois, quatro e seis meses, sendo necessários dois reforços aos 15 meses e aos quatro anos de idade.

A imunização contra o sarampo é feita por meio da vacina tríplice viral, que protege também contra rubéola e caxumba. O esquema vacinal é de uma dose aos 12 meses, com um reforço aos 15 meses, com a aplicação da tetraviral, que inclui a imunização contra varicela.

As únicas crianças que não poderão ser vacinadas são as imunodeprimidas, como aquelas submetidas a tratamento para leucemia e pacientes oncológicos.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO

- Quando ocorre?

A campanha nacional será realizada de 6 a 31 de agosto. Em São Paulo, começou dois dias antes, no dia 4 de agosto. O segundo dia D ocorre em 18 de agosto

- Onde será realizada?

A vacinação estará disponível nos postos de saúde de todo o país

- Qual será o público-alvo da campanha?

A campanha é voltada a crianças de um ano a cinco anos incompletos (4 anos e 11 meses)

- Crianças que já foram vacinadas anteriormente devem ser levadas aos postos?

Sim. Todas as crianças com idades alvo devem comparecer aos postos. Quem estiver com o esquema vacinal incompleto receberá as doses necessárias para atualização e quem estiver com o esquema vacinal completo receberá outro reforço. A medida, segundo o Ministério da Saúde, ajuda a reforçar a proteção

- Vacinei meu filho há uma semana. Preciso levar ao posto de saúde?

Sim. Mas o esquema de vacinação varia. Caso a criança tenha sido vacinada há 30 dias com a vacina tríplice viral, ela não precisará tomar uma nova dose. Mesmo assim, deve ser vacinada contra a poliomielite novamente. Objetivo é reforçar a proteção. Não há riscos para a criança

- Adultos participam da campanha?

Não. A campanha tem como foco crianças da faixa etária informada.

- Mesmo não sendo foco da campanha, adultos precisam de alguma das duas doses?

Sim. Conforme previsto no Calendário Nacional de Vacinação, adultos com até 29 anos que não tiverem completado o esquema na infância devem receber duas doses da Tríplice Viral, e adultos com idade entre 30 e 49 anos precisam tomar uma dose da Tríplice Viral. O adulto que não souber sua situação vacinal deve procurar o posto de saúde mais próximo para tomar as doses previstas para sua faixa etária

- Quem não deve tomar a vacina?

Gestantes, bebês com menos de seis meses, pessoas com suspeita de sarampo e imunocomprometidos. Quem já teve a doença também não precisa se imunizar

Fonte: Ministério da Saúde. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório
Competição
Quer ganhar um
iPhone X no valor de R$ 7.799? Não, obrigado

Notícias ao Minuto
Inscreva-se agora e concorra ao
SMARTPHONE
Mais cobiçado do momento
Complete as 5 etapas para participar
Notícias ao Minuto