Meteorologia

  • 25 MAIO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Volta do feriado põe à prova alternativas de trânsito em SP

Rotas pensadas por gestão Covas começarão a ser usadas nesta segunda

Volta do feriado põe à prova alternativas de trânsito em SP
Notícias ao Minuto Brasil

20:44 - 18/11/18 por Folhapress

Brasil Viaduto cedeu

A gestão Bruno Covas (PSDB) começará a avaliar nesta segunda-feira (19) os impactos das soluções pensadas para amenizar os efeitos no trânsito devido à ruptura do viaduto na pista expressa da marginal Pinheiros, na zona oeste de São Paulo.

O feriadão prolongado iniciado na quinta (15), quando a estrutura cedeu e levou à interdição na marginal, deve ser esticado por parte dos paulistanos até esta terça (20), no Dia da Consciência Negra.

+ Viaduto volta a ceder, mas dentro da normalidade, diz secretário

Mas como este último não é feriado em todos os lugares, está sendo esperado um aumento do fluxo de veículos a partir desta segunda -assim como a volta progressiva dos moradores que viajaram.

A interdição na marginal terá impactos tanto na rota diária de quem circula pelas zonas oeste e sul como de motoristas que voltam do litoral.

Em relação aos motoristas que voltam de viagem pelas rodovias Anchieta, Imigrantes, Régis Bittencourt e Raposo Tavares com a intenção de acessar a marginal Tietê, a orientação é para que usem o Rodoanel e a Castello Branco. Outras opções para quem vem do litoral são as avenidas do Estado e Salim Farah Maluf.

Dentro da cidade, a prefeitura bolou esquema especial para orientar o trânsito nos eixos das avenidas Faria Lima, Pedroso de Morais, Professor Fonseca Rodrigues e Doutor Gastão Vidigal, onde o motorista pode optar por seguir em frente para a marginal Tietê sentido rodovia Ayrton Senna ou pegar acesso em direção à ponte dos Remédios.

A prefeitura decidiu interditar 20 km da pista expressa da marginal Pinheiros, no sentido Castello Branco, entre as pontes Transamérica e do Jaguaré, sob argumento de que a interdição de um trecho curto provoca afunilamento.

Neste domingo (18), dezenas de ciclistas aproveitaram a pista fechada para transformá-la em área de lazer. O trecho está bloqueado por cones e é vigiado por agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) em ambas as pontas.

A prefeitura também começará obras nos próximos dias para abrir acessos nos canteiros entre as pistas expressa e local da marginal Pinheiros -permitindo reavaliar a extensão do trecho interditado.

"Estamos trabalhando com esse bloqueio [de 20 km] para evitar o efeito funil da movimentação de cinco faixas para uma só de saída. Estamos estudando mexer geometricamente na pista da marginal para aumentar a capacidade de intersecção", disse João Octaviano, secretário de Transportes, neste domingo (18).

O rodízio de veículos foi suspenso por tempo indeterminado no trecho da marginal Pinheiros, sentido Castello Branco, entre a av. dos Bandeirantes e a ponte dos Remédios.

Neste domingo, a circulação de trens na linha 9-esmeralda da CPTM, que passa sob o viaduto que cedeu, foi retomada com velocidade reduzida, após a prefeitura avaliar que a estrutura ficou estabilizada.

Os trens passarão a 20 km/h -a velocidade média é de 60 km/h- entre as estações Jaguaré e Cidade Universitária por tempo indeterminado, para evitar que as vibrações movimentem o viaduto.

Covas, que passou o sábado (17) fora da cidade e voltou no domingo, marcou reunião às 7h desta segunda do comitê de crise, composto por secretários para tratar da situação do viaduto. Segundo a prefeitura, ele tinha viagem marcada para quinta, mas adiou para visitar o local. Na sexta, diz, foi desaconselhado a ficar no viaduto e passou a conduzir reuniões por teleconferência. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório