Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Lenny Kravitz mostra que é pop star em show de hits no Lollapalooza

Em set curto, cantor soube privilegiar repertório abrangente e chegou perto de catarse com 'Fly Away'

Lenny Kravitz mostra que é pop star em show de hits no Lollapalooza
Notícias ao Minuto Brasil

22:17 - 06/04/19 por Folhapress

Cultura São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Para usar o jargão do futebol, é possível dizer que Lenny Kravitz jogou em casa no Lollapalooza Brasil 2019. Seu show empolgou, e era evidente o carinho recebido do público.

Kravitz agrada no Brasil não apenas por ter uma fazenda no Estado do Rio de Janeiro, frequentar praias do país ou ter namorado por um bom tempo a top model brasileira Adriana Lima. O grande trunfo do cantor americano é seu repertório.

Aos 54 anos, e com mais de uma dezena de álbuns de estúdio, a mistura sonora de Kravitz é um tanto desavergonhada. Ele apela a releituras de tantos gêneros e subgêneros de rock, soul e pop que acaba agradando muita gente.

O show no Lolla agitou a plateia e mostrou que a maior força de seu som foi revelada realmente no começo de carreira, há 30 anos. Na turnê, nem dá bola para seu álbum mais recente, "Raise Vibration" (2018).

+ Após suspensão de mais de 2 horas, Snow Patrol reabre Lollapalooza

Na fase inicial, nos anos 1980 e 1990, ele mergulhou fundo no som negro americano, principalmente em soul e funk com guitarras pesadas, com Sly & The Family Stone. O sucesso de Kravitz na época gerou até uma estapafúrdia comparação a Jimi Hendrix por parte delirante da imprensa.

O que o público do Lolla viu e ouviu não foi legítimo discípulo de Hendrix, mas sim um cara que tem charme no palco, com vozeirão e as poses certas, que sabe tocar um monte de instrumentos e consegue costurar estilos musicais.

Essa mistura acaba potencializada num festival como Lolla, que reúne várias tribos. Porque Kravitz faz rock, mas não tão rude. Faz funk, mas com alguma melodia pop. Faz soul, mas suave, quase meloso.

No set curto do Lolla, ele soube privilegiar um repertório mais abrangente. E chegou perto de uma catarse com "Fly Away" ou com seu cover já consagrado de "American Woman", da banda Guess Who.

Mas foi mesmo seu impressionante hit "Are You Gonna Go My Way", eletrizando o público, que mostrou a todos que ali estava um pop star.

Campo obrigatório