Meteorologia

  • 20 MARçO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Com salários atrasados, jogadores do Fluminense se recusam a treinar

Os jogadores ainda não receberam o 13.º do ano passado nem o salário do mês de janeiro

Com salários atrasados, jogadores do Fluminense se recusam a treinar
Notícias ao Minuto Brasil

15:37 - 19/02/19 por Estadao Conteudo

Esporte GREVE

Somente dois dias depois de decidir a Taça Guanabara e cair diante do Vasco, o elenco do Fluminense surpreendeu nesta terça-feira ao se recusar a treinar. Com salários atrasados, os jogadores se reuniram e decidiram realizar esta greve, que, a menos a princípio, não deve ser prolongada.

"Hoje, nós tivemos uma situação desagradável, mas ela faz parte do contexto. Uma insatisfação dos jogadores e, com isso, não houve a realização do treinamento que estava marcado. A insatisfação é em função de algumas situações que existem e que não foram cumpridas ainda. Os jogadores entenderam que seria melhor mostrar a insatisfação deles dessa forma. A gente compreende, entende, até porque a instituição tem pendências com eles", explicou o diretor executivo de futebol do clube, Paulo Angioni.

+ Cafu dá conselho e diz que Vinicius Junior precisa manter a ambição

+ Em rede social, Marta escreve que vai se dedicar à família neste ano

Os jogadores ainda não receberam o 13.º do ano passado nem o salário do mês de janeiro. A diretoria tricolor também não quitou uma premiação ainda da temporada passada e outra da Copa do Brasil, além de acumular dívidas pelos direitos de imagem de 2018 e deste ano.

"Se estamos devendo é porque não temos uma solução. Estamos buscando em um breve espaço de tempo. A ação dos jogadores foi um alerta para todos nós e foi apenas hoje. Não quer dizer que continuarão fazendo isso. Amanhã, treinarão normalmente, mas hoje decidiram mostrar esta insatisfação não fazendo o treinamento. Volto a dizer, a gente fica triste mas compreende", comentou Angioni.

De acordo com o dirigente, os jogadores se apresentaram ao clube pela manhã, se reuniram e até chegaram a realizar algumas atividades na academia, mas se recusaram a ir ao campo. Não houve qualquer discussão com a diretoria, apenas o comunicado da greve.

Apesar de reconhecer a urgência para a resolução da situação, Angioni garantiu que não fez qualquer promessa aos atletas. "Não se deve fazer promessas. Eu não faço. No futebol, se trabalha com exatidão. Dizer que vai fazer alguma coisa sem ter a certeza de que fará, não se deve. Eu não fiz promessa."

O elenco tricolor deve se reapresentar nesta quarta-feira e realizar o primeiro treino em campo para o próximo compromisso no calendário, diante do Bangu, sexta-feira, no Maracanã, pela estreia na Taça Rio.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório