Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

PM de folga é morto após reagir a tentativa de assalto em SP

Um suspeito de participação da ação também morreu

PM de folga é morto após reagir a tentativa de assalto em SP
Notícias ao Minuto Brasil

05:26 - 01/10/20 por Folhapress

Justiça Violência

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um policial militar de folga, de 25 anos, morreu após, segundo a polícia, reagir a uma tentativa de roubo, por volta das 20h desta terça-feira (29), no Capão Redondo (zona sul da capital paulista). Um suspeito de participação da ação, de 18 anos, também morreu, após supostamente trocar tiros com policiais durante tentativa de fuga.

Segundo a polícia, o soldado André Luís Roberto pilotava uma moto Honda XRE, levando a namorada, de 22 anos, na garupa, quando foi abordado por três criminosos, em duas motos, na rua Aviadora Anésia Pinheiro Machado.

Imagens de uma câmera de monitoramento mostram que o PM reagiu à abordagem, sendo ferido em seguida e caindo no asfalto. Já com o policial no chão, dois suspeitos se aproximam dele e, ainda de acordo com o vídeo, atiram novamente contra o soldado e fogem, cada um em uma moto. Um terceiro homem fugiu em um Fiat Uno Way, roubado na mesma rua onde o policial foi abordado.

A PM fez um cerco na região, após Roberto ser ferido e afirma ter localizado um jovem de 18 anos tentando fugir pelo telhado de um imóvel. "Ao se deparar com os agentes, o jovem efetuou disparos, que foram revidados e ele foi atingido. O resgate foi acionado, mas ele não resistiu aos ferimentos", diz trecho de boletim de ocorrência.

O soldado ferido foi levado ao pronto-socorro do hospital do Campo Limpo, onde morreu. Ele trabalhava no 3º Batalhão de Choque.

A PM localizou o Fiat Uno usada na fuga, por um dos suspeitos, instantes depois. Dentro do veículo, segundo a polícia, estava um revólver, que teria sido usado no crime. O endereço onde o carro estava não foi informado.

O caso foi registrado no 47º DP (Capão Redondo) como latrocínio (roubo com morte), resistência, localização de objeto e morte decorrente de intervenção policial. Porém, será investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa). A polícia não informou se algum pertence do PM foi roubado.

CRESCE NÚMERO DE PMs MORTOS FORA DE SERVIÇO NO ESTADO

Entre janeiro e junho deste ano, 12 policiais militares morreram quando estavam de folga no estado de São Paulo. Isso representa um aumento de 71%, em relação aos sete casos do mesmo período do ano passado. Na capital paulista foram sete casos, no primeiro semestre de 2019, e cinco nos seis primeiros meses deste ano.

O número de pessoas mortas em supostos tiroteios com PMs em serviço também aumentou: a alta foi de 15% na capital (157 e 181) e 21% no estado de São Paulo (358 e 435).

Resposta A SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão (PSDB) disse que o DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa) investiga "todas as circunstâncias" do crime.

A Polícia Militar também apura o caso. "Diligências estão em andamento para localizar os envolvidos na morte do PM", diz trecho de nota.

Campo obrigatório