Polícia investiga extermínio de gatos em condomínio de luxo no Rio

Alguns moradores denunciaram o caso, que segue sob investigação da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente

© Getty
Justiça BARRA DA TIJUCA 11:48 - 19/10/16 POR Notícias Ao Minuto

A Polícia Civil está investigando uma denúncia de extermínio de gatos em um condomínio de luxo que fica na Barra da Tijuca, bairro nobre da Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com relatos de moradores ao jornal Extra, armadilhas surgiram nas dependências do Le Parc para matar os felinos que “moravam” as áreas comuns do residencial.

PUB

A investigação ouviu dois funcionários do Le Parc nesta terça-feira (18). Eles prestaram depoimento na Delegacia Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) e podem responder pr crime ambiental.

Alguns moradores flagraram filhotes de gatos mortos em armadilhas no condomínio. Ração com veneno também foi espalhada pelo local.

“Os gatos começaram a desaparecer e sumiram em massa. Aproveitaram que eu viajei e fizeram uma armadilha. Foi um artifício cruel. Alguns moradores queriam providências enérgicas para tirar gatos do local, mas eles são selvagens e estavam no território deles”, disse ao Extra a médica Maria de Fátima Dantas, de 56 anos e moradora do Le Parc há mais de 10.

A moradora conta pelo menos 12 gatos mortos. Os animais viviam entre os 13 blocos do condomínio em questão, construído em uma área ambiental onde habitam animais como capivaras, gambás e outros.

Leia também: PM chega em casa e encontra família assassinada no RJ

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X