Meteorologia

  • 22 ABRIL 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Caso João de Deus: 'Passou as mãos nos meus seios', diz vítima

É o que conta uma dona de casa do Espírito Santo, de 48 anos, que, na época do ocorrido, era uma adolescente; ela preferiu não se identificar

Caso João de Deus: 'Passou as mãos nos meus seios', diz vítima
Notícias ao Minuto Brasil

16:48 - 16/12/18 por Estadao Conteudo

Justiça mais um relato

Entre as várias denúncias que surgiram nos últimos dias contra o médium João Deus, houve relatos sobre supostos abusos que teriam ocorrido fora do centro Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia. É o que conta uma dona de casa do Espírito Santo, de 48 anos, que preferiu não se identificar. O líder religioso, que ainda não foi encontrado, teve a prisão decretada pela Justiça na sexta-feira (14), e, segundo o Ministério Público, ele é considerado foragido.

O ano era 1984, e a então adolescente sofria com muitas dores nos rins. Ela e a mãe voltavam de uma consulta no bairro Vila Rubim em Vitória, quando viram um aglomerado de pessoas perto de um prédio. Lá estava o médium João de Deus, vendendo objetos religiosos. A compra dava direito a uma consulta espiritual.

+ Polícia acredita que João de Deus está fora de Goiás

+ João de Deus retirou R$ 35 milhões de bancos após denúncias

+ Defesa diz que João de Deus vai se entregar, mas não respeitará prazo

+ Entenda o caso João de Deus, suspeito de assediar centenas de mulheres

Mãe e filha foram ao encontro dele, em uma espécie de prédio de escritórios. A dona de casa conta que no espaço ainda existia um quarto. O médium esclareceu que teria de ficar sozinho no quarto com a adolescente.

"Entrei na sala e ele me mandou sentar em uma cadeira. Depois ordenou que eu ficasse em pé e de costas para ele. Eu obedeci mais uma vez. Foi ai que ele começou a passar as mãos nos meus seios por trás e falava 'Se entrega, se entrega', e continuou a passar as mãos. Ele não parou e me pressionou. Foi quando eu gritei. E nunca mais me esqueci disso."

A mãe da adolescente ouviu a filha gritar e imediatamente entrou no local. A vítima saiu correndo, desesperada. Somente depois a adolescente revelou o abuso sofrido. "Na época, minha mãe não registrou ocorrência. Estávamos muito envergonhadas", disse. Com informações do Estadão Conteúdo.

LEIA TAMBÉM: Saiba quais famosos já frequentaram o centro espírita de João de Deus

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório