Meteorologia

  • 19 JUNHO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Ponte e juizado viram alvos no 12º dia de ataque no Ceará

Ataques iniciaram no começo do ano após a decisão do governo do estado de não separar mais os integrantes de facções nos presídios cearenses

Ponte e juizado viram alvos no 12º dia de ataque no Ceará
Notícias ao Minuto Brasil

21:44 - 13/01/19 por Folhapress

Justiça caos

Uma ponte e a sede de um juizado foram alvo de ataques com explosivos na madrugada deste domingo (13) no Ceará.

Explosivos foram detonados em uma ponte sobre o rio Choró, na BR-116, uma das principais rodovias federais que cortam o estado, na altura do município de Chorozinho (72 km de Fortaleza).

Não há informações sob os danos causados pelos explosivos, mas a ponte teve que ser escorada e interditada pela Polícia Rodoviária Federal.

Em Fortaleza, explosivos foram detonados em frente ao Juizado Especial Criminal de Fortaleza, no bairro Montese. A explosão do artefato danificou parte de uma das colunas de sustentação do prédio. Policiais chegaram a reagir ao ataque, mas os suspeitos fugiram em um carro.

Também na madrugada deste domingo foram incendiados carros particulares nas cidades de Umirim, no interior do estado, e em Fortaleza, no Bairro Siqueira.

+ Deputados aprovam Lei da Recompensa e medidas contra ataques no Ceará

+ CE: polícia apreende 5t de explosivos que seriam usados em ataques

+ Criminosos derrubam torre de transmissão de energia no Ceará

Este é o 12º dia de ataques coordenados por facções criminosas no Ceará, iniciados no começo do ano após a decisão do governo do estado de não separar mais os integrantes de facções nos presídios cearenses.

Neste sábado (12), os bandidos detonaram uma torre de transmissão de energia em Maracanaú, cidade da Grande Fortaleza.

No mesmo dia, uma operação da Polícia Civil do Ceará apreendeu cinco toneladas de explosivos em um depósito no bairro de Jangurussu, em Fortaleza.

Cinco pessoas foram presas e um adolescente foi apreendido na operação. Além dos explosivos, a política apreendeu drogas e munição.

Segundo a Polícia Civil, os explosivos apreendidos faziam parte de carga que havia sido roubada em dezembro do ano passado. O caso já vinha sendo investigado pela polícia.

Os explosivos apreendidos foram encaminhados para perícia. Um caminhão do Exército foi utilizado para transportar a carga.

A polícia suspeita que parte destes explosivos tenha sido utilizada em ataques realizados neste início de ano. Explosivos têm sido usados para danificar a estruturas de pontes, viadutos, prédios de delegacias. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório