Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Cinco tipos de alimentos que são 'inimigos' da saúde intestinal

Consulte a lista!

Cinco tipos de alimentos que são 'inimigos' da saúde intestinal
Notícias ao Minuto Brasil

11:00 - 01/12/23 por Notícias ao Minuto Brasil

Lifestyle Saúde

Muitas pessoas não sabem (ou esquecem) que a saúde intestinal tem um impacto significativo em todo o corpo. Quando ela não está 100%, isso pode se manifestar de formas muito incômodas e desagradáveis. Fazer uma alimentação equilibrada e saudável ajuda a evitar que isso aconteça.

Por isso, diversos especialistas em nutrição, citados pela revista Woman & Home, enumeraram alguns dos alimentos específicos que devem ser evitados ou limitados.

1. Alimentos fritos

Jenna Hope, nutricionista, explica que eles são normalmente "ricos em gorduras saturadas", o que tem a capacidade de "afetar negativamente a integridade do revestimento intestinal". Quando o revestimento do intestino fica comprometido, aumenta "o risco de agentes patogênicos indesejados passarem através do intestino para a corrente sanguínea", acrescenta. Isso, consequentemente, afeta tudo no corpo, incluindo a digestão e a imunidade, tornando a pessoa mais vulnerável a problemas como constipação e outros vírus.

2. Carne vermelha

Josie Porter, dietista, revela que "essas carnes são ricas em gorduras saturadas" e, muitas vezes, contêm alguns "compostos que promovem a inflamação no intestino, levando a distúrbios intestinais". Por isso, ela aconselha que aposte de vez em quando em "alternativas ricas em proteínas, como lentilhas, feijão, frango ou peixes ricos em ômega-3, como a truta e a cavala".

3. Doces

Eles têm muito açúcar, "o que pode alimentar as bactérias patogênicas no intestino e, normalmente, também contêm aromatizantes e corantes artificiais, que também podem contribuir para uma má saúde intestinal", alerta a dietista. "Sempre que possível, tente optar por frutos secos como uma alternativa mais saudável".

4. Cereais ultraprocessados

Muitas vezes, os cereais enganam porque "são fortificados com nutrientes essenciais", alerta a nutricionista. Infelizmente, "os cereais ultraprocessados são frequentemente ricos em açúcares e ingredientes refinados, sendo também pobres em fibras".

5. Grãos refinados

"Eles não são maus para a nossa saúde intestinal com moderação, mas se os utilizarmos frequentemente em vez de alternativas de cereais integrais, podemos estar a limitar a nossa saúde intestinal. Isso deve-se ao facto de o farelo e o gérmen dos grãos refinados terem sido removidos durante o processamento, o que resulta numa perda de fibras valiosas. A falta de fibras pode levar a desequilíbrios na microbiota intestinal, o que pode levar a problemas digestivos", explica Josie Porter.

Leia Também: Aumento do consumo de ultraprocessados no país preocupa especialistas

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório