Meteorologia

  • 15 JULHO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Oito membros das forças de segurança morrem em ataque no Afeganistão

Dezenas de rebeldes atacaram simultaneamente um posto de controle militar

Oito membros das forças de segurança morrem em ataque no Afeganistão
Notícias ao Minuto Brasil

11:19 - 23/06/20 por Notícias Ao Minuto

Mundo Atentado

Pelo menos oito polícias e soldados foram mortos hoje em ataques coordenados dos rebeldes talibãs no norte do Afeganistão, segundo disseram as autoridades locais à agência de notícias AFP.

Dezenas de rebeldes atacaram simultaneamente um posto de controle militar e outros dois da polícia na província de Kunduz, matando oito e ferindo sete membros das forças de segurança afegãs, disse Nasruddin Saadi, governador de distrito de Daste Archi, local onde decorreram várias horas de combates.

O porta-voz do governador da província de Kunduz, Esmatullah Muradi, confirmou os ataques coordenados, mas disse que foram mortos nove membros das forças de segurança e quatro rebeldes.

Os talibãs, muito ativos nos últimos anos na província de Kunduz, onde conquistaram brevemente a capital, não se pronunciaram ainda sobre os ataques.

Segundo o Ministério da Defesa, os rebeldes também atacaram um posto de controle militar na província de Balkh (norte) e outro no de Ghazni (leste) durante a noite de segunda-feira. Vários insurgentes morreram nos confrontos que se seguiram, disse o ministério.

A semana passada foi "a mais mortal" em 19 anos de conflito no Afeganistão para as forças de segurança nacional, já que 422 ataques dos talibãs mataram 291 de seus membros, anunciaram na segunda-feira um alto funcionário do Governo.

"O compromisso dos talibãs de reduzir a violência é vazio e as suas ações são incompatíveis com a retórica da paz", publicou na rede social Twitter Javid Faisal, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional.

Os talibãs rejeitam esses números.

"O inimigo pretende minar o processo de paz e as negociações inter-afegãs publicando esses relatos falsos", disse o porta-voz Zabihullah Mujahid.

A violência diminuiu no Afeganistão desde que os talibãs declararam um cessar-fogo de três dias no final de maio para marcar o fim do Ramadã. Mas as autoridades afegãs dizem que os ataques dos rebeldes voltaram a ocorrer nas últimas semanas.

Os dois campos, no entanto, parecem estar se aproximando das primeiras negociações de paz, enquanto o Presidente afegão, Ashraf Ghani, prometeu concluir a libertação de 5.000 prisioneiros talibãs contra 1.000 membros das forças de segurança afegãs mantidas em cativeiro pelos insurgentes.

Essa troca de prisioneiros está incluída no acordo estabelecido entre os Estados Unidos/talibãs assinado no final de fevereiro em Doha, mas não ratificado por Cabul.

Campo obrigatório