Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Autor de ataque na França queria 'vingar irmãos da Síria'

Chérif Chekatt, de 29 anos, ainda está foragido

Autor de ataque na França queria 'vingar irmãos da Síria'
Notícias ao Minuto Brasil

10:05 - 13/12/18 por Ansa

Mundo Estrasburgo

Chérif Chekatt, principal suspeito do atentado contra um mercado de Natal de Estrasburgo, na França, teria cometido o ataque para "vingar os irmãos da Síria", segundo informou o jornal "Le Parisien".

A publicação cita o testemunho do motorista de táxi que foi feito de refém pelo terrorista no dia do ataque. Chekatt, que ainda está foragido, escapou da região do mercado natalino usando o veículo do taxista.

Ainda segundo o jornal, o autor do ataque libertou o motorista somente depois de ele ter confessado que é "muçulmano praticante" e respeitoso de "oração".

+ Manifestante dos 'coletes amarelos' morre na França

O atentado aconteceu por volta das 20h locais, quando um homem armado abriu fogo contra as pessoas na rua Des Grandes-Arcades, no centro de Estrasburgo, muito próximo do local onde é realizado o tradicional mercado de Natal da cidade.

Notícias ao Minuto

Chekatt, que estaria em uma lista de suspeitos de radicalização e de alta periculosidade na França, tem 29 anos e é cidadão francês originário da própria Estrasburgo.

A polícia local também informou que o agressor gritou "Allahu Akbar", expressão árabe que significa "Deus é maior" e é bastante usada por extremistas islâmicos em ataques.

Vítimas

Segundo as autoridades francesas , o balanço é de três mortos, além de uma pessoa com morte cerebral (que está sendo contabilizada como a quarta vítima), e 16 feridos, sendo dois "entre a vida e a morte", incluindo o jornalista italiano Antonio Megalizzi, 29 anos.

De acordo com o eurodeputado Mario Borghezio, que visitou Megalizzi no hospital, o italiano tem quadro de saúde "irreversível".

"Encontramos sua mãe, que recebeu indicações dos médicos de que a situação é irreversível. Ela está desesperada", disse Borghezio. (ANSA)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório