Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Wellington Dias: País perdeu oportunidades de compra de diversas vacinas em 2020

Ele citou contratos não firmados para a aquisição de imunizantes da Janssen, da Sputnik, da Sinopharm e até mesmo da Sinovac, que produz a Coronavac no País em parceria com o Instituto Butantan

Wellington Dias: País perdeu oportunidades de compra de diversas vacinas em 2020
Notícias ao Minuto Brasil

07:56 - 17/05/21 por Estadao Conteudo

Política Wellington Dias

Governador do Piauí e coordenador do Fórum Nacional dos Governadores na temática das vacinas contra a covid-19, Wellington Dias (PT) afirmou na madrugada desta segunda-feira (17), em entrevista ao programa Canal Livre, da Rede Bandeirantes, que o Brasil perdeu oportunidades de compras de vacinas em 2020 para além da Pfizer. Ele citou contratos não firmados para a aquisição de imunizantes da Janssen, da Sputnik, da Sinopharm e até mesmo da Sinovac, que produz a Coronavac no País em parceria com o Instituto Butantan.

Na avaliação de Dias, o Plano Nacional de Imunização (PNI) contra o novo coronavírus fracassou. "E fracassamos porque o Brasil perdeu as oportunidades. O contrato com a Pfizer, a Janssen, a Sputnik, mais contrato com a Sinovac, com a Sinopharm. Tudo isso em agosto, setembro, outubro e até novembro de 2020 ainda era possível", declarou o governador.

O fato de o governo Jair Bolsonaro ter ignorado as ofertas de vacinas da Pfizer em 2020 foi um dos grandes temas da CPI da Covid ao longo da semana passada. O ex-secretário de Comunicação da Presidência Fabio Wajngarten apresentou aos senadores do colegiado uma carta da farmacêutica, endereçada à cúpula do Executivo federal, ofertando imunizantes contra o novo coronavírus. O primeiro lote seria entregue ainda em 2020, mas o Palácio do Planalto ignorou a carta por meses e, com isso, a Pfizer só conseguiu entregar as primeiras vacinas contra a covid-19 ao País no final de abril.

Campo obrigatório