Meteorologia

  • 26 MAIO 2022
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Bolsonaro entregou recursos de investimentos para emendas de relator, diz Ciro

De acordo com o pedetista, dos R$ 20 bilhões que sobram no Orçamento aprovado para este ano, "Bolsonaro está entregando para emenda do relator"

Bolsonaro entregou recursos de investimentos para emendas de relator, diz Ciro
Notícias ao Minuto Brasil

14:36 - 24/01/22 por Estadao Conteudo

Política Bastidores

O pré-candidato à Presidência, Ciro Gomes (PDT), afirmou nesta segunda-feira, 24, em entrevista à Rádio Bandeirantes, que o presidente Jair Bolsonaro (PL) entregou os recursos do Orçamento deste ano, que deveriam ser destinados a investimentos, para as "emendas de relator".

De acordo com o pedetista, dos R$ 20 bilhões que sobram no Orçamento aprovado para este ano, publicado na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta manhã, "Bolsonaro está entregando para emenda do relator". "Um cidadão como esse (Arthur) Lira, com essa turma que faz aí a traficância de influência, manda um cheque assim, faça uma pracinha lá na cidade de Sobral, faça o posto de saúde lá não sei aonde", afirmou.

Como revelou o Estadão/Broadcast, o governo Bolsonaro usa as chamadas emendas de relator-geral para conquistar o apoio de políticos do chamado Centrão no Congresso Nacional. A distribuição dos recursos ocorre sem critérios mínimos de transparência, cabendo a um grupo de parlamentares alinhados aos interesses do Palácio do Planalto definir como e onde bilhões de reais devem ser aplicados.

O pré-candidato ao Planalto sugeriu ainda que se a imprensa investigar, "vai ver que estão roubando quarenta por cento". Além disso, disse que o presidente Jair Bolsonaro "está entregando o Orçamento a essa fisiologia e à ladroeira mais constante e mais orgânica que eu já vi na vida do Brasil. E olha que eu conheço a vida do Brasil", criticou.

Conforme publicado no DOU, a verba para investimento prevista no Orçamento é de R$ 42,3 bilhões em 2022. O menor nível da história, como mostrou o Broadcast Político. O recorde negativo já havia sido observado no projeto aprovado pelo Congresso Nacional em dezembro.

Do total de investimentos federais previstos para 2022, 40% serão controlados pelo Congresso Nacional. Esse porcentual corresponde às emendas do relator, as RP-9, que totalizam R$ 16,4 bilhões.

Campo obrigatório