Meteorologia

  • 19 AGOSTO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Odebrecht pagará multa de R$ 21,3 mi por caixa dois a Kassab

Justiça de São Paulo homologou acordo da empreiteira, que será excluída do polo passivo de uma ação por improbidade administrativa

Odebrecht pagará multa de R$ 21,3 mi por caixa dois a Kassab
Notícias ao Minuto Brasil

12:17 - 18/07/18 por Folhapress

Política Investigação

A Justiça de São Paulo homologou um acordo no qual a Odebrecht pagará uma multa de R$ 21,3 milhões à Prefeitura de São Paulo e outros órgãos por ter entregue esse montante para o caixa dois do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD).

A contribuição ilícita ocorreu entre 2008 e 2014, segundo delatores da Odebrecht, e serviu para manter boas relações com o prefeito e ministro das Cidades do governo de Dilma Rousseff (PT).

O montante também foi usado para criar o PSD em setembro de 2011, ainda de acordo com ex-executivos da Odebrecht. Kassab foi prefeito de São Paulo entre 2006 e 2012.

Como revelou informações que os investigadores não conheciam e confessou crimes, a Odebrecht ficará livre de sofrer um processo após pagar a multa.

+ General Augusto Heleno afirma que não será vice de Bolsonaro

"A ação contra Kassab é por enriquecimento ilícito e não dá para vincular a contribuição ilícita a alguma obra pública. Os delatores falaram que era para manter boas relações com o Kassab", diz o promotor Silvio Marques, que atuou no acordo.

O juiz que homologou o acordo, José Gomes Jardim Neto, diz que neste caso não houve prejuízo para os cofres públicos.

Chamado tecnicamente de termo de autocomposição, o acordo foi assinado entre a Odebrecht, a promotoria do Patrimônio Público do Ministério Público e a Prefeitura de São Paulo.

A Prefeitura de São Paulo ficará com 90% dos R$ 21,3 milhões. O restante do valor será dividido entre o Fundo Estadual de Interesses Difusos do Estado (5%) e o Fundo Estadual de Perícias (5%).

A Odebrecht e a promotoria do Patrimônio Público já assinaram cinco acordos para ressarcir órgãos públicos. Três destes acordos aguardam homologação judicial.

Atual ministro de Ciência e Tecnologia do governo de Michel Temer, Kassab disse em nota "que na vida pública, as pessoas estão corretamente sujeitas à especial atenção do Judiciário, e ressalta sua tranquilidade e confiança na Justiça e no Ministério Público".

Prossegue a nota: "Como sempre, ao longo de sua vida pública, [Kassab] está à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos que se façam necessários, e destaca que todos os seus atos seguiram a legislação e foram pautados pelo interesse público". Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório
Competição
Quer ganhar um
iPhone X no valor de R$ 7.799? Não, obrigado

Notícias ao Minuto
Inscreva-se agora e concorra ao
SMARTPHONE
Mais cobiçado do momento
Complete as 5 etapas para participar
Notícias ao Minuto