Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Relembre dez sucessos de Marília Mendonça, que morreu aos 26 anos

Marília Mendonça foi uma das vozes que ditou os rumos da indústria musical brasileira nos últimos anos

Relembre dez sucessos de Marília Mendonça, que morreu aos 26 anos
Notícias ao Minuto Brasil

11:15 - 06/11/21 por Folhapress

Cultura Música

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Marília Mendonça morreu nesta sexta (5), aos 26 anos. Ela foi vítima fatal de um acidente de avião na serra em Piedade de Caratinga, cidade a cerca de 300 quilômetros de Belo Horizonte (MG).

Marília Mendonça foi uma das vozes que ditou os rumos da indústria musical brasileira nos últimos anos. A cantora, que quebrou recordes e emplacou diversos hits, foi um refresco para o sertanejo, que quase sempre foi dominado por homens. Foi ela quem encabeçou o "feminejo", movimento feito por cantoras para falar sobre a importância da presença de mulheres e empoderamento feminino na música sertaneja.

Ao lado de nomes como Simone e Simaria e da dupla Maiara e Maraísa, com quem lançou seu último projeto chamado "Patroas", Mendonça se consagrou como a rainha da sofrência ao cantar sobre homens infiéis, as dificuldades de ser amante e que todo mundo vai sofrer por amor.

Confira algumas das músicas mais importantes da trajetória de Mendonça.

Alô Porteiro

Um dos primeiros sucessos da cantora, a canção está em seu primeiro álbum, "Marília Mendonça Ao Vivo", de 2016. Retrata a história de uma mulher "carinhosa e fiel" que ligou para o porteiro para avisar que o namorado estava proibido de entrar no prédio em que mora, após descobrir uma traição.

Amante Não tem Lar

A música foi explicada pela cantora em seu perfil no Twitter como sendo um alento às mulheres que se encontram nessa situação em um relacionamento. A cantora afirma que boa parte do público acha que as amantes "não merecem feliz dia das mulheres, mas os maridos merecem perdão". Ela completa comentando que a música é um retrato de como as mulheres se sentem nestes casos.

De Quem É a Culpa

Segundo ela, foi inspirada em uma experiência própria. Na letra, Mendonça busca um culpado por um relacionamento que não deu certo. Lançada em 2017, a música é até hoje uma das mais queridas pelos fãs.

Esqueça-me Se For Capaz

A canção faz parte do álbum "Patroas 35%'', lançado há alguns meses -o disco foi feito em parceria com a dupla Maiara e Maraisa e tinha turnê marcada para 2022. As três cantoras foram algumas das mais importantes para o movimento feminejo, iniciado em 2010, que pedia por mais espaço para mulheres no cenário sertanejo. Naiara Azevedo, Yasmin Santos e Simone e Simaria são outros nomes importantes para o movimento.

Estranho

Parte do projeto "Agora É que São Elas 2", álbum colaborativo ao vivo lançado em 2018 com a dupla Maiara e Maraisa, a canção é outra em que Mendonça retrata o fim de um relacionamento. "Minha mão já não tá mais na sua/ A gente anda pela rua separados/ Nem parecemos namorados", canta ela.

Eu Sei de Cor

Primeira faixa do DVD "Realidade", lançada em 2016, a faixa surgiu depois de Mendonça ter uma discussão com o namorado da época. O clipe da apresentação ao vivo já contabiliza cerca de 510 milhões de visualizações no YouTube.

A Flor e o Beija Flor

Uma das primeiras faixas que fez Mendonça ganhar visibilidade no sertanejo foi "A Flor e o Beija-Flor", parceria com a dupla Henrique e Juliano e que tem composição da própria cantora.

Infiel

Considerada uma de suas maiores sofrências, "Infiel" foi a segunda música mais ouvida nas rádios brasileiras em 2017. A letra, que fala sobre um homem traidor, tocou na ferida até de quem não estava sendo traído.

Some que Ele Vem Atrás

Mais uma parceria da cantora, agora com Anitta, mostra a versatilidade de repertório que Mendonça tinha à sua disposição. Além de Anitta, Mendonça coleciona participações com artistas de outros ritmos, como o rapper Xamã e o funk melódico de Gaab.

Supera

Sempre próxima dos fãs, a cantora costumava usar suas letras para dar alguns conselhos aos ouvintes. Ela faz isso em "Supera", música em que Marília suplica para a amiga deixar de sofrer por amor.

Todo Mundo Vai Sofrer

A música está presente no álbum "Todos os Cantos". Na época em que o disco foi feito, Mendonça viajou pelo Brasil cantando seus hits. O clipe de "Todo Mundo Vai Sofrer" tem quase 400 milhões de visualizações no YouTube. Aqui, Mendonça se consagrou como a rainha da sofrência ao cantar que "ninguém vai sofrer sozinho, todo mundo vai sofrer".​

Campo obrigatório