Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Família de menina sugada por ralo de piscina envia apelo ao Senado

Mãe e tio de Rachel Novaes pediram ao presidente do Senado que retome votação de lei

Família de menina sugada por ralo 
de piscina envia apelo ao Senado
Notícias ao Minuto Brasil

09:12 - 30/07/17 por Notícias Ao Minuto

Brasil São Paulo

Duas semanas após a morte de Rachel Rodrigues Novaes, de 7 anos, sugada por um ralo de piscina de um hotel em Balneário Camboriú (SC), a família enviou uma carta ao Senado Federal. No documento, a mãe, Cyntia Leite Rodrigues, de 29 anos, e o irmão dela, Clayton Cesar Leite Rodrigues, de 48 anos, que moram em São Paulo, pedem ao presidente do Senado, Eunício Lopes de Oliveira, que retome a votação do projeto de Lei 71/14, parado desde março passado.

O projeto determina medidas de segurança que devem ser seguidas pelos estabelecimentos. O texto, que foi submetido como anteprojeto ao Senado em 2007, também prevê penalidades para locais com piscina que não se responsabilizarem pela integridade física dos usuários.

"Ele é quase perfeito, a única coisa que falta é definir de quem é a responsabilidade pela fiscalização. Na minha opinião, deveria ser da prefeitura e dos bombeiros, que são os órgãos que emitem os alvarás", opina o técnico em transações imobiliárias que era tio de Rachel.

+ Mãe pede ajuda para cuidar de filhos queimados em fogueira

Dias após o acidente, a mãe da menina concedeu entrevista ao G1 na qual lamentou a falta de um equipamento de segurança no local do afogamento. "Era preciso ter segurança. Durante essa semana, eu pesquisei e descobri que há sistema [antissucção] por até R$ 20, e lá não tinha. Eu não sabia", afirmou.

Campo obrigatório