Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Polícia Federal ganha acesso irrestrito no caso Marielle

O órgão também verifica se há omissão das autoridades do Estado

Polícia Federal ganha acesso irrestrito no caso Marielle
Notícias ao Minuto Brasil

06:43 - 08/12/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça inquérito

Após a Polícia Federal (PF) pedir acesso ao inquérito da Polícia Civil do Rio sobre a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista, Anderson Gomes, a Justiça do Rio concedeu à corporação acesso ilimitado ao caso. A suposta atuação de um grupo criminosos que tem agido com objetivo de atrapalhar as investigações tem sido acompanhada, desde o mês passado, pela PF. O órgão também verifica se há omissão das autoridades do Estado. A PF entrou no caso a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Nessa sexta-feira (7), foi ouvido um dos envolvidos nos assassinatos. Orlando de Oliveira Araújo, conhecido como Orlando de Curicica é apontado como chefe de uma milícia em Curicica, bairro da zona oeste do Rio, e está preso na penitenciária federal de Mossoró (RN) desde junho. A polícia acredita que Orlando seja um dos mandantes do crime, no entanto, as acusações são negadas por ele.

+ Caso Marielle: veja até onde foram as apurações e as dúvidas que restam

Curicica relatou pressão de policiais para assumir o duplo homicídio. Segundo Orlando, o responsável pela divisão de homicídios, Giniton Lages, o visitou no presídio de Bangu pedindo que ele admitisse ter matado Marielle a mando do vereador Marcelo siciliano, do PHS.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório