Meteorologia

  • 05 JUNHO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Página da OMS mostra mais de 15 países e territórios livres da pandemia

Já a União Africana (UA) estimou hoje que, no final de abril, haverá países no continente a ultrapassar os 10 mil casos de covid-19.

Página da OMS mostra mais de 15 países e territórios livres da pandemia
Notícias ao Minuto Brasil

19:15 - 02/04/20 por Notícias ao Minuto Brasil

Mundo Covid-19

A covid-19 atingiu até hoje 205 Estados e territórios, mas segundo a página eletrônica da Organização Mundial da Saúde (OMS) existem mais de 15 países aparentemente livres do novo coronavírus ou onde os dados não estão disponíveis. Alguns países do Pacífico Sul, como Samoa, Tonga, Tuvalu, Ilhas Salomão, Kiribati, Nauru, Palau, Vanuatu e outros não apresentam, do que se sabe até ao momento, casos de infecção pelo novo coronavírus.

O isolamento geográfico destas ilhas no Pacífico Sul, combinado com restrições das viagens, pode ser uma explicação para estes locais não registrarem ainda casos da covid-19.

No entanto, as ilhas Marianas do Norte (Pacífico Sul) já apresentaram casos da covid-19 no último fim-de-semana e uma morte na segunda-feira, demonstrando claramente que a pandemia já chegou à região.

E apesar de não registrarem casos de infecção, alguns destes territórios já registram efeitos econômicos da pandemia.

No arquipélago de Palau, com 18.000 habitantes e situado a centenas de quilômetros das ilhas mais próximas, o medo da pandemia provocou uma corrida aos supermercados e aos produtos de proteção como gel desinfetante e máscaras.

Muito dependente das importações, que se fazem por barco ou avião, estas ilhas ficam rapidamente sem stock dos produtos mais procurados.

Outro país que segundo a página eletrônica da OMS não apresenta até agora casos de covid-19 é o Iemen, que enfrenta uma guerra civil desde 2015 que fez milhares de mortos e uma grave crise humanitária. O país parece livre do coronavírus apesar de a propagação do vírus estar aumentando no Oriente Médio.

Por temer os eventuais efeitos da pandemia num país como o Iemen, a ONU anunciou hoje a realização de consultas para reunir virtualmente as partes em conflito de forma a conseguir um cessar-fogo e impedir a propagação do novo coronavírus no país.

Na África, São Tomé e Príncipe, Sudão do Sul, Comores, República Sarauí, Maláui e Lesoto, países que estão rodeados por territórios com casos da covid-19, também não registram dados sobre contágios, segundo as informações disponibilizadas.

São Tomé e Príncipe é aliás o único país lusófono sem qualquer caso confirmado.

O número de mortes na África subiu para pelo menos 209 num universo de mais de 5.940 casos confirmados em 49 países, de acordo com as estatísticas sobre a doença no continente.

A União Africana (UA) estimou hoje que, no final de abril, haverá países no continente a ultrapassar os 10 mil casos de covid-19, assinalando que as infecções estão crescendo de forma "brusca" e "consistente".

Na Ásia, o Turquemenistão e a Coreia do Norte não apresentam contágios pelo novo coronavírus.

A Coreia do Norte reafirmou hoje que não registra nenhum caso de coronavírus, numa declaração feita por um alto responsável pelo setor da Saúde de Pyongyang citado pela agência de notícias France Presse. Em março, o comandante das forças americanas na Coreia do Sul, Robert Abrams, afirmou que "quase que certeza" que a Coreia do Norte registra casos confirmados de infecção.

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse hoje que nos próximos dias o mundo registrará mais de um milhão de casos confirmados de covid-19 e 50.000 mortes.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 940 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 47 mil.

Dos casos de infecção, cerca de 180.000 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 508.000 infectados e mais de 34.500 mortos, é aquele onde se registra o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 13.155 óbitos em 110.574 casos confirmados até quarta-feira.

Campo obrigatório