Meteorologia

  • 21 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Adolescente tem membros amputados após descarga elétrica de 8 mil volts

Rafael Ferreira está hospitalizado na Santa Casa de Santos desde o incidente, que aconteceu há quase três meses.

Adolescente tem membros amputados após descarga elétrica de 8 mil volts
Notícias ao Minuto Brasil

13:28 - 01/05/24 por Guilherme Fabricio Bernardo

Brasil São Paulo

Um jovem, de 16 anos, teve os dois membros superiores, a perna direita e parte do pé esquerdo decepados após tocar uma barra de metal no cabo de eletricidade de um poste.

De acordo com o site G1, Rafael Ferreira está hospitalizado na Santa Casa de Santos desde o incidente, que aconteceu há quase três meses, sem expectativa de alta médica. Residente em Bertioga (SP), Rafael é inseparável do pai, o auxiliar de construção José Ferreira, de 60 anos. O evento que levou a uma série de procedimentos cirúrgicos ocorreu na tarde de 2 de março, enquanto o homem concluía o revestimento do muro de uma residência no bairro Santa Maria, em Santos.

O filho se ofereceu para ajudá-lo a desobstruir um cano. Com o pedaço de metal em mãos, o rapaz subiu em um muro a três metros de altura e, inadvertidamente, encostou a barra na rede elétrica. Devido à condutividade do metal, Rafael foi arremessado, mas José conseguiu evitar que ele caísse no chão.

“Depois que eu peguei ele, [falei] ‘Rafael, Rafael, fala comigo, fala com o papai’. Ele foi e abriu os olhos. Falou ‘pai, eu tô [sic] todo queimado, pai’. Falou para mim, assim, chorando e gritando”, contou o idoso ao g1.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e transportou o jovem para a Santa Casa de Santos. Ele foi admitido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e, de acordo com os familiares, permaneceu em coma por 22 dias.

Apesar dos esforços para evitar as intervenções cirúrgicas, a equipe médica determinou que esta fosse a melhor alternativa para preservar sua vida. Com o suporte dos profissionais de saúde, Rafael foi submetido às cirurgias ainda em março e transferido para a enfermaria no início de abril.

Leia Também: Sobe para 8 o número de mortos em temporais no Rio Grande do Sul

Campo obrigatório