Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

'Momento de grande desonra e vergonha ao nosso país', diz Obama sobre ataque ao Capitólio

Manifestantes pró-Trump invadiram a sede do Congresso Nacional para impedir a certificação da vitória de Joe Biden à presidência

'Momento de grande desonra e vergonha ao nosso país', diz Obama sobre ataque ao Capitólio
Notícias ao Minuto Brasil

05:14 - 07/01/21 por Folhapress

Mundo BARACK-OBAMA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente norte-americano Barack Obama divulgou um comunicado chamando os atos desta quarta (6) em Washigton D.C. de "uma desonra e vergonha para o país".

Manifestantes pró-Trump invadiram a sede do Congresso Nacional para impedir a certificação da vitória de Joe Biden à presidência. Uma mulher levou um tiro e morreu. Parlamentares foram evacuados por horas enquanto a polícia liberava o prédio. A sessão foi retomada horas depois, às 20h do horário local (22h do horário de Brasília).

"A história vai lembrar corretamente a violência de hoje no Capitólio, incentivada por um presidente em exercício que segue mentindo sem embasamento sobre o resultado de uma eleição dentro da lei, em um momento de grande desonra e vergonha para o nosso país. Mas estaríamos de brincadeira se fingíssemos total surpresa", escreveu o antecessor de Trump.

"Essa narrativa fantasiosa tem ido cada vez mais longe da realidade, e cresce sobre anos de ressentimentos semeados. Agora vemos as consequências, em uma crescente violência."

Leia Também: Capitólio invadido por manifestantes a favor de Trump

Obama termina seu texto conclamando líderes Republicanos a tomarem uma atitude em relação ao comportamento de Trump.

"Fiquei emocionado ao ver muitos membros do partido do presidente falarem de forma contundente hoje. Suas vozes somam ao exemplo do Estado republicano e servidores das eleições de estados como a Georgia que se recusaram a ser intimidados e cumpriram seus deveres de forma honrosa. Precisamos de mais líderes assim, agora e nos próximas dias, semanas e meses por vir, enquanto o presidente eleito, Joe Biden, trabalha para restaurar um propósito comum em nossa política. Cabe a todos nós, americanos, independentemente do partido, apoiá-lo nesse objetivo", conclui o ex-presidente.

Leia Também: Morre mulher baleada dentro do Capitólio durante protestos

Campo obrigatório