Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Peritos constataram montagem em vídeo vazado, afirma Doria

O candidato apresentou à Justiça Eleitoral pedido de investigação de autoria do crime pela divulgação do vídeo

Peritos constataram montagem em vídeo vazado, afirma Doria
Notícias ao Minuto Brasil

07:32 - 25/10/18 por Folhapress

Política Eleições 2018

O candidato ao governo de São Paulo João Doria (PSDB) divulgou nota nesta quarta-feira (24) afirmando que peritos já constataram se tratar de montagem um vídeo que circulou em redes sociais com um homem fazendo orgia com mulheres -e que associava a imagem da gravação à do ex-prefeito.

Segundo comunicado da campanha, um laudo encomendado por Doria aos peritos criminais Rosa Maria Coronato Melkan, professora da Academia de Polícia Civil de SP, e Marcos Olyntho Brandão Godoy, ex-diretor do Núcleo de Engenharia do Instituto de Criminalística de SP, comprova a fraude.

+ Bolsonaro omite da Justiça detalhes de gastos do primeiro turno

"O conteúdo tem montagens que ficam claras quando analisadas tecnicamente para fazer que figura retratada na cena se pareça com Doria", diz a nota do tucano.

O candidato apresentou à Justiça Eleitoral pedido de investigação de autoria do crime pela divulgação do vídeo.

"Para o criminalista Fernando José da Costa, a gravidade dos fatos exige que a Justiça Eleitoral e a Procuradoria Regional Eleitoral tomem ações imediatas e céleres para que os autores do crime sejam desvendados", diz.

O vereador Camilo Cristófaro (PSB), do partido do governador Márcio França, gravou vídeo em que afirma que a divulgação das imagens ocorreu devido à falta de pagamento a uma das mulheres. "Isso aí está sendo posto na internet por uma das meninas que não recebeu o cachê do João Doria no swing", disse. 

+ Bolsonaro omite da Justiça detalhes de gastos do primeiro turno

Ele afirma que a mensagem que mandou com o vídeo não é invenção. "E deixar bem claro: não é Camilo que inventou e não é montagem. Isso quem pôs na internet é uma das moças, que moça não faltava nessa cama".

Camilo já foi aliado de Doria quando ele era prefeito, mas rompeu com o tucano.

Já Márcio França, rival de Doria no segundo turno da eleição ao governo de SP, voltou a dizer que a associação de sua campanha à divulgação do vídeo é uma acusação leviana. "Tenho zero assunto relacionado ao vídeo", disse. "Leviano. É só olhar a cena é ver se tem alguém com a minha cara ali", afirmou. Com informações da Folhapress.

Campo obrigatório