Meteorologia

  • 26 JUNHO 2022
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Sistemas do Ministério da Saúde seguem fora do ar após suspeita de ataque

Pelo segundo dia seguido, estão indisponíveis ao menos os sites do ConecteSUS e do e-SUS Notifica

Sistemas do Ministério da Saúde seguem fora do ar após suspeita de ataque
Notícias ao Minuto Brasil

20:30 - 18/05/22 por Folhapress

Brasil ataque hacker

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Parte dos sistemas do Ministério da Saúde segue fora do ar no começo da tarde desta quarta-feira (18) por causa de tentativa de ataque hacker registrada na segunda.

Pelo segundo dia seguido, estão indisponíveis ao menos os sites do ConecteSUS, que dá acesso ao comprovante de vacinação contra a Covid-19, e do e-SUS Notifica, usado para registros de casos confirmados ou suspeitos do novo coronavírus.

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Daniel Meirelles Pereira, disse à reportagem que houve um "acesso indevido" a um dos computadores que integram o sistema da pasta.

O ataque hacker foi bloqueado e nenhum dado foi perdido, segundo Pereira.

"Não houve perda de dados ou prejuízo às atividades dentro do Ministério da Saúde", declarou o secretário. "Hoje a base de dados do Ministério da Saúde é uma das mais visadas do país, mais que a do sistema financeiro nacional."

Pereira disse que a Saúde trabalha para colocar os sistemas no ar "o quanto antes". "Estou esperançoso que a gente consiga voltar hoje", afirmou ele.

Os sites do ConecteSUS e do e-SUS Notifica apresentam uma mensagem de que as plataformas estão fora do ar para "manutenção corretiva", com previsão de retorno nesta quarta-feira.

O aplicativo do ConecteSUS para dispositivos móveis não apresenta esta mensagem. Em teste feito pela reportagem no começo desta tarde, a plataforma emitiu o certificado de vacinação da Covid-19.

"É como se alguém tivesse entrado numa porta. A gente trancou e deixou a pessoa presa ali. Tivemos que derrubar os sistemas para não ter prejuízo maior, já que não sabíamos quantas pessoas tinham entrado na porta", disse o secretário-executivo.

Além do certificado de vacinação contra a Covid-19, o ConecteSUS reúne o histórico de exames e medicamentos dos pacientes no Sistema Único de Saúde.

O sistema do SI-PNI, usado por profissionais de saúde para registro de dados de vacinação, também ficou fora do ar na terça-feira (17).

"O Departamento de Informática do SUS (Datasus) identificou nessa segunda-feira (16) uma tentativa de acesso indevido e para resguardar as informações, os acessos foram suspensos até que toda a análise seja realizada. Vale ressaltar que a manutenção não causou impacto nos dados das plataformas", afirma o comunicado do ministério.

Essa é a segunda vez em seis meses que os sistemas do Ministério da Saúde ficam fora do ar.

Em dezembro do ano passado, um ataque hacker também derrubou o ConecteSUS, o e-SUS Notifica e o SI-PNI.

À época, a PF (Polícia Federal) e o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) foram acionados. Os registros de vacinação da Covid-19 só foram recuperados e o ConeteSUS voltou a funcionar com instabilidade 13 dias depois.

"Qualquer movimento como esse a gente comunica integralmente, na mesma hora, a Polícia Federal e órgãos responsáveis", disse Pereira.

Em nota divulgada nesta quarta-feira (18), o Ministério da Saúde disse "que as plataformas seguem em rotina de análise e monitoramento pelo Departamento de Informática do SUS, que trabalha para restabelecer os sistemas o mais rápido possível".

Campo obrigatório