Meteorologia

  • 21 MARçO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Fronteira entre Colômbia e Venezuela é palco de confrontos

Este sábado é considerado dia "D" para a crise política vivida pelo país comandado por Nicolás Maduro

Fronteira entre Colômbia e Venezuela é palco de confrontos
Notícias ao Minuto Brasil

13:11 - 23/02/19 por Ansa

Mundo Confusão

Após o fechamento da fronteira entre Venezuela e Colômbia, houve confusão em pelo menos dois pontos da divisa.   

Na Ponte Simón Bolívar, um grupo de venezuelanos removeu as barreiras colocadas pelo regime de Nicolás Maduro e as atirou no Rio Táchira. Em seguida, as forças de segurança dispersaram cerca de 200 pessoas que tentavam entrar na Colômbia com gás lacrimogêneo.   

+ Caminhão com ajuda humanitária do Brasil chega à fronteira da Venezuela

+ Militares venezuelanos na fronteira desertam e seguem para a Colômbia

Jovens ainda desafiaram os membros da Guarda Nacional cantando o hino venezuelano. Já em Ureña, cidade situada no estado de Táchira, manifestantes tentaram se aproximar da ponte que leva até Cúcuta, na Colômbia, e montaram uma barricada para interromper o avanço das forças de ordem.   

Os policiais responderam com balas de borracha e gás lacrimogêneo e conseguiram dispersar o ato. Segundo Juan Guaidó, "diversos membros" da Guarda Nacional em serviço na ponte Simón Bolívar desertaram para se unir à oposição.   

Por sua vez, a emissora chavista Telesur afirmou que trata-se de "terroristas infiltrados que sequestraram blindados e tentaram atropelar pessoas na ponte". "É uma operação dirigida por opositores do lado colombiano da fronteira", disse o canal.

Leia também: Bolsonaro consultou Congresso e STF antes de manter ajuda à Venezuela

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório