Meteorologia

  • 14 ABRIL 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Jornalistas morrem em acidente no interior do Paraná

As jovens foram ejetadas do carro e morreram no local. Os outros dois ocupantes tiveram ferimentos leves.

Jornalistas morrem em acidente no interior do Paraná
Notícias ao Minuto Brasil

14:20 - 12/02/23 por Folhapress

Brasil Paraná

LORENA PELANDA
CURITIBA, PR (UOL/FOLHAPRESS) - As jornalistas Shara Karoliny Miranda e Celeste Pereira, ambas de 24 anos, morreram em um acidente na manhã deste domingo. Elas estavam em um carro com mais duas pessoas, quando o motorista perdeu o controle do veículo e capotou na BR-467, em Cascavel (PR).


As jovens foram ejetadas do carro e morreram no local. Os outros dois ocupantes tiveram ferimentos leves.
As causas do capotamento ainda serão investigadas.


O corpo de Shara será enterrado na cidade de Alto Piquiri e de Celeste, em Quedas do Iguaçu, no interior paranaense.


MORTES CAUSARAM COMOÇÃO NA REGIÃO
Shara era conhecida na região oeste do Paraná e trabalhava havia três anos como repórter da emissora de televisão Catve. Celeste trabalhava em uma agência de publicidade da cidade.
Felipe Harmata foi um dos professores de Shara na universidade, em Curitiba e diz que a jovem sempre se dedicou a profissão.


Ela começou a faculdade em Curitiba e depois terminou o curso em Cascavel. É uma grande perda para o curso de jornalismo e para o jornalismo. Sempre foi uma aluna muito dinâmica, animada, encantava os ambientes por onde passava. Desde a graduação sempre se destacou muito e tinha grande paixão pelo que fazia.


Shara deixa uma filha de 4 anos.
"Ela foi um grande exemplo para gente. Ela teve um filho nesse caminho de faculdade e voltou para a profissão. Ela se dedicava 100% em tudo que fazia. Era uma luz de muita alegria e bem-humorada. Era muito feliz e merece todas homenagens desse mundo", contou a amiga Lais Tobias.


O Grupo Catve emitiu uma nota lamentando o acidente.
"Nos solidarizamos com familiares e amigos e sentimos essa perda tão prematura. Shara se formou pelo Centro Universitário FAG em 2022 e estava como repórter do Jornal da Catve e EPC. A outra vítima fatal, também jornalista, era Celeste Pereira também de 24 anos, era de Quedas do Iguaçu mas morava em Cascavel e trabalhava em uma agência de publicidade, ela era filha única."

Campo obrigatório