Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Homem é preso após levar esposa morta e com sinais de violência a hospital

O homem levou a companheira, identificada como Dalila Mosciati, ao hospital Samaritano já morta e com sinais de estrangulamento.

Homem é preso após levar esposa morta e com sinais de violência a hospital
Notícias ao Minuto Brasil

05:55 - 18/05/23 por Folhapress

Justiça PRISÃO-SP

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um homem de 39 anos foi preso por suspeita de violência doméstica e feminicídio em Campinas (SP) após levar a esposa, de 37 anos, morta e com sinais de violência ao hospital.

O homem levou a companheira, identificada como Dalila Mosciati, ao hospital Samaritano já morta e com sinais de estrangulamento. Funcionários da unidade de saúde acionaram a Polícia Militar.

Os médicos disseram que ela aparentava estar sem vida há cerca de duas horas, e tinha marcas em volta do pescoço, segundo mostrou reportagem da EPTV, afiliada à TV Globo.

Na unidade de saúde, o homem forneceu um endereço falso, mas a polícia o localizou em seguida e o conduziu à delegacia, explicou a Polícia Civil. Aos policiais, ele disse que deixou o hospital para trocar de roupa porque havia urinado nas calças.

O homem disse que a mulher passou mal, como se tivesse engasgado, e que ele tentou fazer uma massagem cardíaca, sem sucesso. Com isso, ele teria arrastado Dalila até o carro para levá-la ao hospital.

Ele também afirmou que bagunçou a casa por desespero enquanto procurava as chaves e o celular.

A prisão do homem foi convertida em preventiva na tarde desta quarta-feira (17), informou o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo).

Leia Também: Preservativos usados enviados por carta a 65 mulheres. Polícia investiga

Campo obrigatório