Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Mulher entra em igreja de SP e quebra imagem de Nossa Senhora de Lourdes

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela internet, por volta de 8h desta sexta-feira (10), a mulher se dirigiu à gruta de Nossa Senhora de Lourdes, jogou vasos de flores e a imagem da santa ao chão, e deixou o local pelo portão de entrada do estacionamento.

Mulher entra em igreja de SP e quebra imagem de Nossa Senhora de Lourdes

Getty Images

Notícias ao Minuto Brasil

11:00 - 11/06/23 por Folhapress

Brasil IGREJA-SP

PATRÍCIA PASQUINI
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma mulher, ainda não localizada, entrou na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, na Vila Leopoldina (zona oeste de São Paulo), e quebrou a imagem de Nossa Senhora de Lourdes. A ação durou menos de um minuto.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela internet, por volta de 8h desta sexta-feira (10), a mulher se dirigiu à gruta de Nossa Senhora de Lourdes, jogou vasos de flores e a imagem da santa ao chão, e deixou o local pelo portão de entrada do estacionamento.

Além de rachaduras, houve danos em algumas partes da estátua, como o nariz e a orelha. A imagem foi recolhida e será restaurada. O ocorrido não prejudicou as atividades da paróquia.
Funcionários da paróquia e fieis que estavam no local afirmaram que se tratava de uma pessoa "completamente descontrolada".

O funcionário que registrou o boletim de ocorrência declarou que a mesma pessoa esteve na igreja em outras ocasiões, "transtornada, gritando e vociferando palavrões".

Através das redes sociais, a igreja manifestou repúdio ao ato. "Manifestamos nossa indignação e repúdio ao ato de violência ocorrido em nossa paróquia, Templo de Deus, Casa da Mãe, que é aberta ao povo e atende todos os dias inúmeras pessoas, paroquianas ou não, além de ser o local onde manifestamos nossa Fé, participamos das missas e outras atividades."

"Queremos ter o contato com essa senhora, conhecê-la e saber de que formar ajudar. A igreja está sempre de portas abertas ao povo e não vai condenar, julgar, mas resgatar. Essa é a grande missão da igreja católica. A busca por saber quem é, num primeiro momento, é de cuidar e amparar essa pessoa", afirmou Marco Jordan, coordenador da pastoral de comunicação.
O caso foi registrado como ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo, pela Delegacia Eletrônica, e encaminhado ao 91º DP (Ceagesp), que prosseguirá com as investigações.

No final de março deste ano, uma mulher arremessou blocos de concreto e um pneu contra as portas de vidro temperado do Santuário São Judas Tadeu, localizado na avenida Jabaquara (zona sul de São Paulo).

O ataque danificou sete portas e quebrou vidros da igreja nova, onde são realizadas as missas aos domingos e nos dias 28, em homenagem a São Judas.

Campo obrigatório