Meteorologia

  • 12 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

RS pode ter enchente semelhante à de setembro, diz Eduardo Leite

Leite fez o alerta em um vídeo divulgado à imprensa e compartilhado nas redes sociais.

RS pode ter enchente semelhante à de setembro, diz Eduardo Leite
Notícias ao Minuto Brasil

17:00 - 19/11/23 por Folhapress

Brasil CLIMA-RS

LEONARDO VIECELI
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou na tarde deste sábado (18) que o Vale do Taquari poderá ter uma enchente "semelhante" à registrada em setembro, com a elevação rápida dos níveis do rio nas próximas horas, mas sem as mesmas enxurradas que destruíram municípios da região há dois meses.
Leite fez o alerta em um vídeo divulgado à imprensa e compartilhado nas redes sociais. Neste sábado, inundações já alagaram ruas e retiraram famílias de casa em municípios banhados pelo Taquari. Também há registro de transtornos em regiões como a serra gaúcha.

As enxurradas de setembro causaram pelo menos 52 mortes no Vale do Taquari. À época, a força do rio deixou um rastro de prejuízos e destruição em cidades como Muçum (a 156 km de Porto Alegre) e Roca Sales (a 141 km da capital gaúcha).

"Acabei de receber o alerta da Defesa Civil. O monitoramento do nível das barragens das usinas hidrelétricas que compõem o complexo Ceran aponta que podemos, ao longo do rio Taquari, vivenciar um episódio semelhante ao que vivenciamos em setembro", disse Leite.

"Provavelmente, não com as enxurradas, com a velocidade dos rios arrastando o que vem pela frente, mas, sim, com a elevação rápida do nível do rio Taquari, atingindo localidades que foram atingidas também naquele episódio de setembro ao longo das próximas horas", completou.

O vídeo, segundo o governador, foi gravado por volta de 15h50 deste sábado. Leite afirmou que os prefeitos e os moradores da região estão sendo avisados. Segundo ele, o risco é "real" e é necessário que a população em áreas de risco deixe seus endereços.

"É um momento de cuidar da vida de todos. Depois, a gente vai ter todo o cuidado para restabelecer, reorganizar e recuperar aquilo que eventualmente tenha sido atingido", disse o governador.

O Brasil vive nos últimos meses uma série de fenômenos climáticos extremos. Enquanto o Sul registra fortes chuvas, o Norte vive período de seca extrema. O país está sob efeito do El Niño, que é responsável por alterar a distribuição de chuvas.

No Sudeste, uma onda de calor intenso atingiu estados como São Paulo e Rio de Janeiro. As altas temperaturas levaram a cantora Taylor Swift a adiar o show que faria no Rio neste sábado. Na sexta (17), uma fã morreu durante a primeira apresentação da artista na capital fluminense.

Leia Também: Taylor Swift tem escolta da polícia ao voltar para hotel de luxo após adiar show

Campo obrigatório