Meteorologia

  • 23 FEVEREIRO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

RS tem mais de 3.000 desabrigados e quatro mortos após chuvas

O número de desalojados, até a tarde de domingo (19), somava 7.527

RS tem mais de 3.000 desabrigados e quatro mortos após chuvas
Notícias ao Minuto Brasil

15:48 - 20/11/23 por Folhapress

Brasil Clima

CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - A Defesa Civil no Rio Grande do Sul já registra 3.235 pessoas desabrigadas até a manhã desta segunda-feira (20), na esteira das fortes chuvas que atingem o estado desde quarta-feira (15).

A maior parte das pessoas afetadas (2.819) vive no Vale do Taquari, a mesma região severamente atingida pelas chuvas no mês de setembro. O número de desalojados, até a tarde de domingo (19), somava 7.527.

Entre os dias 15 e 18 de novembro, houve quatro mortes associadas às chuvas no Rio Grande do Sul, nas cidades de Guriá, Gramado e Vila Flores. E ao menos 63 pessoas ficaram feridas.

No Vale do Taquari, as pessoas desabrigadas estão sendo atendidas em 35 abrigos públicos em 10 municípios (Arroio do Meio, Colinas, Cruzeiro do Sul, Encantado, Estrela, Lajeado, Muçum, Roca Sales, Santa Tereza e Taquari).

Na manhã desta segunda, as autoridades também apontaram preocupação com os efeitos do volume de água dos rios no Lago Guaíba, da capital Porto Alegre. Todos que desembocam no Guaíba -como o rio Taquari, por exemplo- apresentam cheia.

O nível do Guaíba atingiu 3,04 metros nesta manhã, acima da cota de inundação, de 3,00 metros, e a Prefeitura de Porto Alegre iniciou o processo de fechamento das comportas do sistema de proteção contra as cheias.

A prefeitura também informou que o Ginásio do Demhab foi aberto como ponto de acolhimento emergencial de moradores, se houver necessidade.

O governo estadual calcula que mais de 194 mil pessoas foram afetadas, direta ou indiretamente. Ao menos 133 municípios comunicaram danos à Defesa Civil estadual.

Além disso, 41 estradas estaduais seguem com bloqueios totais ou parciais devido a deslizamentos de terra ou inundações.

EM SC, DEFESA CIVIL REGISTRA TORNADO

No estado vizinho, em Santa Catarina, as chuvas também têm provocado estragos. De terça-feira (14) a domingo (19), 67 municípios entraram em situação de emergência, sendo nove em estado de calamidade pública: Rio do Sul, Rio do Oeste, Vidal Ramos, Pouso Redondo, Trombudo Central, Agrolândia, Botuverá, São João Batista e Braço do Trombudo.

No sábado (18), por volta das 9h, a Defesa Civil estadual identificou a passagem de um tornado na comunidade de Cedro, em Urupema, na região do Planalto Sul.

Houve a destruição parcial de uma residência, com destroços arremessados para longe, além de árvores de grande porte que foram torcidas e tombadas.

A velocidade do vento na região superou os 100 km/h, mas deve ter sido ainda mais intenso na localidade afetada, segundo a Defesa Civil.

As chuvas dos últimos dias já provocaram a morte de três pessoas em Santa Catarina. Nesta segunda (20), o Corpo de Bombeiros segue nas buscas por um homem de 70 anos, que teve a casa arrastada pelas chuvas, na manhã de domingo, em Praia Grande.

Campo obrigatório