Meteorologia

  • 05 MARçO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Sob Tarcísio, SP tem recorde de registros de estupro e de furtos em 10 meses

As ocorrências que de estupro saltaram de 11.140 de janeiro a outubro de 2022 para 12.070 no mesmo período de 2023

Sob Tarcísio, SP tem recorde de registros de estupro e de furtos em 10 meses
Notícias ao Minuto Brasil

05:16 - 28/11/23 por Folhapress

Justiça Violência

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os registros de estupro e furto no estado de São Paulo atingiram o maior valor série histórica nos primeiros dez meses do ano, período que marca a gestão Tarcísio de Freitas (Republicanos). Os registros são feitos desde 2002.

As ocorrências que de estupro saltaram de 11.140 de janeiro a outubro de 2022 para 12.070 no mesmo período de 2023, o que resultou em alta de 8%. Em relação a 2019, ano pré-pandemia, o crescimento foi ainda maior, quando foram observados 10.368 registros (16%).

O registro do crime também teve crescimento na cidade de São Paulo. Foram anotados 2.524 casos nos dez meses deste ano ante 2.265 em 2022. Em 2019 os indicadores apontaram 2.205 registros de janeiro a outubro.

Os dados foram publicados pela SSP (Secretaria da Segurança Pública) em seu portal na tarde desta segunda-feira (27).

Conforme a pasta, uma das explicações para o aumento nos registros de casos de estupro nos últimos anos pode estar relacionada a dois fatores: a conscientização das vítimas que passaram a denunciar seus agressores, como também uma maior confiança das vítimas e responsáveis no sistema de segurança.

Segundo a SSP, grande parte das vítimas é formada por crianças e adolescentes, vulneráveis, e os casos ocorrem em contexto privado, praticados por pessoas conhecidas.

Assim como os estupros, o indicador de furto também bateu recorde.

Levando em consideração o mesmo período de dez meses, as delegacias de polícia registraram 481.800 ocorrências neste ano contra 466.626 em 2022, alta de 3%.

Somente na capital houve 208.700 casos em 2023 ante 193.572 em 2022, alta de 8%.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública disse que trabalha para combater a criminalidade em todo o estado e que as policias realizam diversas ações com a finalidade de combater os crimes patrimoniais, com destaque para o enfrentamento da cadeia de receptação, principal destino dos produtos furtados e roubados.

De acordo com a pasta, de janeiro a outubro, 157.153 suspeitos foram presos e apreendidos em todo o Estado, um aumento de 5,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

"Para reduzir a reincidência criminal nos casos de furtos, a pasta busca soluções junto ao Poder Judiciário. Uma delas é a parceria com o TJSP para que criminosos soltos nas audiências de custódia passem a fazer uso de tornozeleira eletrônica", diz trecho da nota.

Campo obrigatório