Meteorologia

  • 12 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Chuvas deixam dois mortos e mais de 300 desabrigados em Angra dos Reis (RJ)

Os dois mortos são idosos que moravam em um asilo.

Chuvas deixam dois mortos e mais de 300 desabrigados em Angra dos Reis (RJ)
Notícias ao Minuto Brasil

12:15 - 09/12/23 por Folhapress

Brasil CLIMA-RIO

NICOLA PAMPLONA
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - As chuvas que caem sobre o Rio de Janeiro desde a noite de sexta-feira (10) deixaram dois mortos e mais de 300 desabrigados em Angra dos Reis, no litoral sul do estado.

Os dois mortos são idosos que moravam em um asilo.
Segundo a prefeitura, os estragos foram causados pela combinação do elevado índice pluviométrico e a subida da maré, que provocou inundações no bairro do Bracuí. Em alguns pontos, disse a administração municipal, a água atingiu a marca de três metros de altura.

Segundo informações preliminares, a água subiu rapidamente no asilo, e o casal de idosos não conseguiu ir para o segundo andar do imóvel, disse a prefeitura, em nota. "A causa provável das mortes foi afogamento." Outros 25 idosos do asilo foram levados em segurança para um abrigo.

Em boletim divulgado às 10h30 deste sábado (9), a prefeitura informa que 312 pessoas foram transferidas para dois abrigos na cidade. Equipes estão nas ruas com maquinário para limpeza e desobstrução das vias atingidas.

As fortes chuvas começaram por volta das 19h de sexta, e em pouco tempo a Defesa Civil Municipal começou a receber chamados dos moradores. O resgate de idosos, acamados, crianças e animais de estimação foi feito com suporte de barcos.
Espremida entre a baía da Ilha Grande e a serra do Mar, Angra dos Reis tem diversas regiões com alto risco de desabamentos e histórico de desastres causados por chuvas. Em abril de 2022, ao menos 18 pessoas morreram em decorrência de deslizamentos de terra.

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) prevê que as chuvas continuarão a cair pela cidade nos próximos dias. Mesmo cenário tem a capital fluminense, que amanheceu chuvosa neste sábado. A cidade está em estágio de atenção desde quinta (7).

Na sexta, o instituto emitiu um alerta de temporal no litoral norte de São Paulo, Vale do Paraíba e todo o estado do Rio, destacando a condição de perigo, com risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios.
O alerta causa preocupação porque a região do litoral paulista foi palco da grande tempestade que matou 65 pessoas nos dias 18 e 19 de fevereiro deste ano em São Sebastião.

O Inmet alerta também para chuvas intensas também em uma região que abrange o litoral norte do Rio, o leste de Minas Gerais e o sul do Espírito Santo. Há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Leia Também: Na Argentina, Bolsonaro diz que Maduro 'deu lição de moral' no Brasil em voto com papel

Campo obrigatório