Meteorologia

  • 23 ABRIL 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Governo do Rio de Janeiro decreta epidemia de dengue

O número de diagnósticos é 20 vezes maior do que o esperado para o período

Governo do Rio de Janeiro decreta epidemia de dengue
Notícias ao Minuto Brasil

15:12 - 21/02/24 por Folhapress

Brasil Saúde

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O governador Cláudio Castro (PL) decretou epidemia de dengue no estado do Rio nesta quarta-feira (21). Quatro pessoas morreram por conta da doença e os casos notificados chegam a quase 50 mil desde o início do ano. O número de diagnósticos é 20 vezes maior do que o esperado para o período.

A decisão será publicada no Diário Oficial até esta quinta (22). "Decretando a epidemia, tiramos a burocracia para fazer um atendimento mais rápido", afirmou Castro.
Ainda segundo o governador, a tendência ainda é de aumento. A projeção é de que até maio se confirmem 150 mil casos de dengue em todo território fluminense.

"Teremos dias e meses difíceis ainda. Algumas regiões já passam por redução, mas de forma alguma diminuem nossos esforços e atenção", disse Castro, em entrevista coletiva nesta quarta.

Por causa desse cenário, o estado anunciou a instalação de um Centro de Operações de Emergência Dengue na sede da Secretaria Estadual de Saúde, no Rio Comprido, na zona norte. A ideia é ampliar e agilizar no novo espaço, a organização de estratégias de vigilância contra a doença.

O número de médicos e enfermeiros também ganhará reforço nas 27 UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) da rede.

Além disso, haverá ampliação de salas de hidratação em 22 UPAs municipais e estaduais. Esse número, segundo o governo, aumentará de acordo com novos pedidos dos municípios, podendo chegar a 80 salas.

O governador Cláudio Castro disse que está analisando o pedido de 12 municípios para o aumento de salas de hidratação, mas não citou quais são.

"Todos os municípios estão em contato e se eles pediriam assistência, vamos no local para enfrentar esse momento difícil nas próximas 6 a 10 semanas. Esse será o período que temos que ficar muito atento", afirmou a secretária Estadual de Saúde, Cláudia Mello.

Até agora, 49.405 pessoas foram infectadas com a dengue em 2024, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde.

Só no mês de janeiro, o estado registrou 17.544 casos da doença -o número é 12 vezes maior que o registrado em janeiro do ano passado, quando foi registrado 1.441 diagnósticos de dengue.

Segundo o governo, a taxa de crescimento da doença atinge as 92 cidades fluminenses. Mais de 60 cidades apresentam taxa de incidência acima de 500 casos por 100 mil habitantes. Os municípios mais atingidos são Rio de Janeiro, Itatiaia, Cambuci, Resende e Piraí.

Com recorde histórico de internações, a capital fluminense já tinha decretado epidemia de dengue. O Rio já acumula 21 mil casos de dengue em 2024. O número já é quase o mesmo de ocorrências em todo o ano passado, que totalizou 23 mil ocorrências.

A cidade, que já registrou duas mortes pela doença neste início de ano, está em situação de emergência desde o dia 5 deste mês.

Os outros dois óbitos confirmados em 2024 no estado ocorreram em Mangaratiba e em Itatiaia.

Campo obrigatório