Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Instagram 'censura' capa de disco de músico brasileiro

Imagem teria provocado a ira de alguns internautas por conta da nudez estampada na obra

Instagram 'censura' capa de disco de músico brasileiro
Notícias ao Minuto Brasil

15:52 - 04/11/17 por Notícias Ao Minuto

Cultura Por nudez

Mais um músico brasileiro teve a sua capa de disco “censurada” nas redes sociais. Depois de ocorrer com nomes como Caetano Veloso e Karina Buhr, o baiano Rico Ayade, que em 2012 lançou o seu primeiro disco autoral, “Distraído”, percebeu apenas nos últimos dias que a publicação de um dos seus posts com a capa do disco também havia sido removido pela rede social.

+ Peça com Renata Sorrah trata dificuldade de dialogar com diferente

A imagem teria provocado a ira de alguns internautas por conta da nudez estampada na obra.

“A foto foi bloqueada logo depois dos comentários de ódio de algumas pessoas, dizendo o Brasil não ia para frente por causa de artistas como eu”, contou o músico ao jornal O Globo.

Ele havia postado a fotografia da capa como uma lembrança de cinco anos de lançamento do álbum. “O estranho é que a mesma foto já tinha sido publicada anos atrás, e nada aconteceu. Infelizmente esses fundamentalistas estão entrando nesse jogo político de perseguição aos artistas”, concluiu na entrevista.

Apesar de “censurado” pela capa no Instagram, o disco de estreia de Rico Ayade acabou lhe rendendo um contrato como autor exclusivo da Humaitá Publishing, a mesma editora de veteranos como Jards Macalé, Geraldo Azevedo e Alceu Valença. Recentemente, o músico lançou nas plataformas digitais o álbum "Atravesso", fruto do seu show-espetáculo que mistura música e poesia em turnê desde 2015.

Campo obrigatório