Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Satyrianas volta à Roosevelt e imagina o Brasil dos presidenciáveis

Temática desta 19ª edição, Satyrianas do Amor - Sem Medo do Clichê, aborda a atual turbulência da sociedade brasileira e a história recente da mostra

Satyrianas volta à Roosevelt e imagina o Brasil dos presidenciáveis
Notícias ao Minuto Brasil

18:09 - 11/10/18 por Folhapress

Cultura FESTIVAL

Com uma programação voltada ao amor, a Satyrianas, tradicional festival de teatro do centro paulistano, volta a ocupar a praça Roosevelt a partir desta quinta (11). E reflete já na temática desta 19ª edição, Satyrianas do Amor - Sem Medo do Clichê, tanto a atual turbulência da sociedade brasileira quanto a história recente da mostra.

No ano passado, o festival deixou de acontecer na Roosevelt pela primeira vez desde a sua criação, em 2000. O impedimento veio de uma portaria da prefeitura que proibia eventos e a concentração de blocos de Carnaval na praça. 

A medida atenderia a reclamações de moradores, mas acabou atingindo a Satyrianas -"por um mal-entendido", segundo Rodolfo García Vázquez, um dos diretores e fundadores do grupo Os Satyros, que organiza o festival.

As atividades da mostra tiveram que acontecer em locais fechados e de forma mais dispersa, em outros espaços culturais da cidade.

Agora, o festival retorna à praça, porém de forma mais acanhada. Uma portaria complementar, publicada em agosto, reverteu parcialmente a proibição: libera os eventos na Roosevelt, mas com limite de horário, das 7h e às 22h, e de volume, não podendo ultrapassar 60 decibéis.

+ 'Minha família queria que eu virasse um soldado', diz Ai Weiwei

Não haverá, portanto, os costumeiros shows de música e a programação noturna ao ar livre -ficarão restritos aos teatros da praça.

Ainda assim, há uma tentativa de celebrar a cidade e os espaços públicos, a convivência entre as pessoas, segundo Ivam Cabral, também diretor e fundador do Satyros.

A abertura contará, por exemplo, com números aéreos da Cia. Base. Em seu espetáculo "Corpos Sustentáveis", 18 bailarinos, pendurados por guindastes, revezam-se numa dança vertical.

Também haverá, como de costume, um ensaio da bateria do bloco bateria do Acadêmicos do Baixo Augusta, em frente à igreja da Consolação.

Entre os trabalhos inéditos, o grupo Parlapatões estreia em sua sede "A Cabeça de Yorick", adaptação clownesca de um trecho de "Hamlet". Já o dramaturgo Mário Viana participa do projeto País do Futuro, no qual imagina, em diálogos, o Brasil governado pelos atuais presidenciáveis.

Além disso, o festival inaugura o Satyribichos, com atividades voltadas à causa animal –há espetáculos, filmes, uma "cãominhada" e uma feira de adoção de bichos.

A programação segue até domingo (14) e ocupa ainda outros espaços da cidade, como o Galpão do Folias a Caixa Cultural, o Teatro Oficina, a Companhia do Feijão e o Centro Cultural Banco do Brasil. Satyrianas

Quando: De qui. (11), a partir das 14h, até dom. (14).

Onde: praça Franklin Roosevelt e outros endereços.

Quanto: Ingr: contribuição voluntária. Programação em www.satyrianas.com.br. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório