Meteorologia

  • 01 MARçO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Argentina fecha acordo para congelar preço do combustível até as eleições

Sergio Massa anunciou que fechou um acordo com as petroleiras para congelar o valor dos combustíveis

Argentina fecha acordo para congelar preço do combustível até as eleições
Notícias ao Minuto Brasil

09:45 - 18/08/23 por Folhapress

Mundo Crise

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após o dólar disparar frente ao peso e os postos de gasolina argentinos se esvaziarem devido à flutuação dos preços, o ministro da Economia do país, Sergio Massa, anunciou que fechou um acordo com as petroleiras para congelar o valor dos combustíveis.

Em uma coletiva divulgada pela pasta nesta quinta-feira (17), Massa disse que não haverá mais aumentos no preço dos combustíveis até o dia 31 de outubro, logo depois do primeiro turno das eleições argentinas.

A declaração de Massa acontece depois de empresas do setor anunciarem um reajuste de 12,5% para os combustíveis nesta semana.

"A partir de um trabalho entre produtores, refinarias e secretarias avançamos em um acordo que implica que o aumento de 12,5% será o último até 31 de outubro", disse o ministro.

Argentinos ficaram sem referência para os preços dos produtos depois que o dólar disparou como efeito do bom resultado do candidato ultraliberal Javier Milei nas eleições primárias do país, no domingo. Entre as propostas de Milei, estão a privatização das empresas estatais, o fechamento do Banco Central do país e a dolarização da economia.

Nesta semana, parte dos fornecedores paralisou as vendas e consumidores suspenderam compras, inclusive em postos de gasolina.

Campo obrigatório