Meteorologia

  • 24 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Fãs de Taylor Swift levam golpes com ingressos e sites falsos

O valor dos ingressos variavam entre R$ 190 (para meia-entrada cadeira superior com visão parcial) e R$ 1.050, para a inteira na pista premium

Fãs de Taylor Swift levam golpes com ingressos e sites falsos

Getty Images

Notícias ao Minuto Brasil

13:45 - 17/11/23 por Folhapress

Cultura TAYLOR SWIFT-GOLPE

(FOLHAPRESS) - Os fanáticos por Taylor Swift fizeram os ingressos se esgotarem em velocidade surpreendente: a primeira data foi liquidada em menos de um dia.

Os fãs que ficaram de mãos abanando recorreram às redes sociais e a sites de revenda em busca de ver a cantora de pop no Brasil pela primeira vez em 13 anos. Nessa zona da informalidade, criminosos aproveitam para aplicar golpes.

Uma das vítimas foi a estudante de medicina Mariana Oliveira, 26. Ela perdeu R$ 450 ao tentar comprar uma entrada para a apresentação de Taylor em São Paulo.

O valor dos ingressos variavam entre R$ 190 (para meia-entrada cadeira superior com visão parcial) e R$ 1.050, para a inteira na pista premium.

No site de vendas de ingresso em segunda mão, Viagogo, que não se responsabiliza por possíveis fraudes, os ingressos são negociados a valores acima de R$ 1.000. Algumas pessoas pedem mais de R$ 2.000 pela entrada.

Haverá shows diários de Taylor, no Rio de Janeiro, dos dias 17 a 19, no Estádio do Engenhão. Em São Paulo, de 24 a 26, no Allianz Parque.

Ela encontrou a pessoa que lhe passou para trás em um grupo no Twitter dedicado a repasse de ingressos para o show da Taylor e confiou na interlocutora.

"Por incrível que pareça, muitos fãs também são cambistas", disse. Mariana mostrou à reportagem gravações de tela dos diálogos que manteve com a estelionatária.

A conversa se iniciou no chat do Twitter e depois partiu para o WhatsApp, onde a golpista se esforçou para mostrar que realmente tinha o ingresso, mas sem enviar imagens concretas dessa posse. Ainda assim, Mariana fez o Pix para a estranha.

A estelionatária, então, começou a encenar dificuldades para transferir o ingresso. Até que parou de responder, bloqueou Mariana de todas as redes e sumiu com o dinheiro.

Mariana não registrou boletim de ocorrência sobre o golpe, mas decidiu prevenir outras fãs sobre as más intenções da golpista.

A reportagem não conseguiu encontrar a estelionatária, que, depois do post, desativou a conta ou mudou de nome na rede social.

Outros fãs de Taylor relatam mais cuidado para tentar comprar o ingresso para os shows da ídolo no Brasil.

À procura de um ingresso no Rio de Janeiro, a paulistana Nanda Xie, 22, disse que tentou comprar de várias pessoas, mas todas desistiram quando ela propôs que a transação fosse concluída presencialmente e mediante assinatura de contrato.

Nanda só conseguiu a entrada quando o site oficial da turnê de Taylor passou a vender os tíquetes residuais -os que sobraram por problemas no pagamento. "Foi bem difícil de comprar e sem contar que eu sou de São Paulo e tem esse gasto adicional de hospedagem, transporte e alimentação."

Caso a pessoa assuma o risco de comprar um ingresso fora dos canais oficiais, deve garantir que o dono anterior da entrada mude o nome do portador no site da Tickets For Fun.

Outras práticas para garantir mais segurança no negócio são:
- Certificar a identidade da pessoa ao pedir fotos com documentos, endereços em redes sociais e outras formas de contato. Nesse caso, redes que não permitem mudar o nome, como o LinkedIn, são mais seguras
- Marcar um lugar para a compra presencial
- Pedir a assinatura de um contrato de venda, para fortalecer um caso judicial se houver golpe ou demais problemas
- Desconfiar de preços muito baixos

No site ReclameAqui, pessoas se queixam de que compraram ingressos no site de revenda americana Viagogo, mas não receberam a entrada e estão com problemas para contatar a companhia.

Na página de informações, a Viagogo afirma que garante a entrega de ingressos válidos aos seus clientes "em tempo para o evento". A Viagogo diz que intercede em caso de problema entre os envolvidos na transação e provém outra entrada ou reembolso.

Os problemas devem ser denunciados em até 14 dias após a compra. Caso a questão ocorra no dia do evento, a Viagogo pede contato em até dez dias úteis para reembolso. Isso deve ser feito em formulário.

Procurada pela reportagem via email, a Viagogo não respondeu ao pedido de informação sobre como proceder nesses casos. Outros sites com funcionamento similar são Firezone e Stubhub.

Também houve criação de sites falsos com oferta de ingresso. A intenção nesses casos é de aplicar golpes em fãs.
Por isso, sempre verifique a URL do site. O único endereço oficial é: https://www.taylorswifttheerastour.com.br, em que não há entradas disponíveis.

Campo obrigatório