Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Blogueira é condenada a 30 anos de prisão por encomendar morte do ex

O crime ocorreu em Contagem, na Grande BH, em junho de 2022

Blogueira é condenada a 30 anos de prisão por encomendar morte do ex
Notícias ao Minuto Brasil

06:38 - 09/01/24 por Notícias ao Minuto Brasil

Justiça Minas Gerais

A influenciadora digital Isabela Gomes Pereira, conhecida como Isa Gomes, foi condenada a 30 anos de prisão por encomendar a morte do ex-namorado, Leandro Rezende Morais.

O crime ocorreu em Contagem, na Grande BH, em junho de 2022. Leandro foi morto por asfixia após ter a casa invadida por três homens contratados por Isa. Os suspeitos são Henrique Francisco Ramos Flores, Sinval Júnio Alves Faria e Vitor Ferreira Gabriel.

Isa estava inconformada com o fim do relacionamento e planejou o crime por vingança. Ela alegou que o ex-companheiro a agrediu e extorquiu.

Durante o julgamento, Isa negou que foi responsável pelo assassinato, mas confessou que pagou R$ 5 mil aos suspeitos para que dessem um "susto" em Leandro.

A polícia concluiu que Isa seguiu Leandro até uma praça no bairro Mangueiras, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte. Lá, ela encontrou os três homens e os convenceu a participar do crime.

Isa solicitou ao trio que invadisse a casa de Leandro durante a madrugada. O objetivo era dar "um susto, a ponto de deixá-lo em coma, no hospital". Ela também afirmou que eles encontrariam objetos de valor no local, como ouro e dinheiro em espécie, que poderiam ser divididos entre eles.

De acordo com a polícia, Isa buscou os suspeitos no próprio carro e seguiu até o endereço da vítima. Um deles pulou o muro e abriu o portão para os demais. Leandro foi surpreendido enquanto dormia e agredido asfixiado até perder a consciência. Em seguida, a mulher e os outros suspeitos deram chutes na vítima.

Diversos objetos de Leandro foram levados, incluindo celular, televisor, perfumes, tênis, roupas, caixas de som portáteis e um carro avaliado em R$ 97 mil.

O ex-namorado de Isa teve as mãos amarradas com uma extensão elétrica e asfixiado com o cabo de um circulador de ar.

Recursos

A defesa de Isa Gomes informou que já recorreu da decisão. O advogado da blogueira, Mauro Pereira de Abreu, afirmou que a condenação foi desproporcional à conduta praticada pela acusada e contrária à prova dos autos.

Leia Também: Chef de cozinha é suspeito de matar a namorada e lhe retirar os órgãos

Campo obrigatório