Meteorologia

  • 23 JANEIRO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Mãe de menino agredido por casal em Brasília: 'Não consigo dormir'

Garoto, de 6 anos, foi agredido por Danielle Cavalcanti dos Santos e Alexandre Campos

Mãe de menino agredido por casal em Brasília: 'Não consigo dormir'
Notícias ao Minuto Brasil

09:12 - 15/12/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça desabafo

Jucimara das Marcês Nascimento, mãe do garoto de 6 anos, agredido por um casal dentro de um condomínio em Brasília, tem vivido momentos difíceis desde o ocorrido, no último domingo (9). Em conversa com o Correio Braziliense, a mulher diz chorar muito ao se lembrar do episódio. Ela também lamenta não ter estado junto ao filho no dia em que tudo aconteceu.

"Choro muito. Durante a noite, não consigo dormir nem ficar tranquila com toda essa situação constrangedora, desnecessária e violenta. Foi tudo muito triste. Meu filho retorna na segunda-feira junto da minha outra filha, de 8 anos, que presenciou tudo. Eles voltam para o seio de amor da família, de carinho. Ele sempre foi muito bem protegido pela gente, nunca apanhou, nunca levou um tapa de ninguém durante toda essa criação", desabafou Jucimara.

+ Prisão de João de Deus é decretada após denúncias de abusos sexuais

O filho dela estava jogando futebol na quadra do condomínio, quando um menino com quem brincava cai ao tentar dar um drible. Câmeras do circuito de segurança flagraram o momento em que o pai e a mãe do garoto caído no chão agridem a vítima. O casal já foi identificado - Danielle Cavalcanti dos Santos e Alexandre Campos - e vai responder por lesão corporal. A pena prevista é de três meses a um ano de prisão.

O garoto e a irmã, com quem estava no momento da confusão, são de Feira de Santana, na Bahia, e passavam férias em Brasília com a tia, Jucinea Nascimento. A vítima foi levada ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer o exame de corpo de delito. A tia prestou queixa contra os agressores no mesmo dia.

"Espero aproveitar ao máximo esse tempo para dar muito carinho a ele. Quero que meu filho fique com a sensação de que o mundo é de muito amor e não de violência. Toda a família e os colegas estão consternados. Para mim está sendo muito difícil. Essas imagens ficarão gravadas na minha memória por um bom tempo. Acho que agora eles (o casal agressor) devem estar bem arrependidos. Pelo menos, espero isso", finalizou a mulher.

Veja o vídeo:

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório