Meteorologia

  • 18 MAIO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Cinco pessoas estão em estado crítico após tiroteio em Lousiana, nos EUA

No espaço de 24 horas, houve três tiroteios com múltiplas vítimas nos Estados Unidos

Cinco pessoas estão em estado crítico após tiroteio em Lousiana, nos EUA
Notícias ao Minuto Brasil

05:28 - 19/04/21 por NMBR

Mundo Tiroteios EUA

Na noite deste domingo, a cidade de Shreveport, no estado norte-americano do Louisiana, foi palco de um tiroteio que causou cinco feridos, todos em estado crítico, segundo a rede de TV KSLA. As vítimas foram baleadas em uma loja de bebidas e foram posteriormente transportadas para um hospital.

Embora os detalhes sobre este tiroteio ainda sejam escassos, as autoridades revelaram que o atirador disparou a partir de um carro, um Ford branco.

Até ao momento, não foram feitas detenções.

Este foi o terceiro tiroteio provocando múltiplas vítimas neste domingo nos Estados Unidos. Antes, três pessoas foram mortas num complexo de apartamentos em Austin, no estado do Texas. As autoridades procuram um antigo policial suspeito de estar envolvido neste triplo homicídio.

Nas primeira horas de domingo, um tiroteio num bar em Kenosha, no Wisconsin, causou três mortos e dois feridos.

Nas últimas semanas tem-se verificado uma onda de tiroteios nos Estados Unidos, entre os quais o tiroteio da passada quinta-feira numa instalação da FedEx, em Indianapolis, no qual morreram oito pessoas. No último mês registraram-se, pelo menos, sete tiroteios em massa no país.

A opinião pública tem vindo a pressionar o Congresso norte-americano a implementar leis mais rígidas relativamente ao controle de armas de fogo. Uma pesquisa da Reuters/Ipsos mostra que a maioria dos americanos é favorável a leis mais apertadas de aquisição e posse de armas de fogo.

Joe Biden também já instigou o Congresso a agir, mas em Capitol Hill, agora como nos últimos anos, pouco tem sido feito para resolver este problema crônico. As intenções dos democratas têm esbarrado na intransigência dos republicanos quanto à aprovação de leis mais rígidas de controle de armas de fogo.

Leia Também: Tiroteio deixa três mortos após "disputa doméstica", suspeito fugiu

Campo obrigatório