Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Ameaça nuclear? Putin é "um FDP maluco", diz Biden

Biden afirmou: "Esta é a última ameaça existencial. É o clima. Temos um sujeito maluco como o Putin e outros, e temos que estar sempre preocupados com um conflito nuclear", conforme citado pela agência Reuters

Ameaça nuclear? Putin é "um FDP maluco", diz Biden
Notícias ao Minuto Brasil

06:51 - 22/02/24 por Notícias ao Minuto Brasil

Mundo EUA

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, proferiu insultos contra o presidente russo, Vladimir Putin, durante um evento de angariação de fundos em São Francisco, na Califórnia, na quarta-feira. Na perspectiva do chefe de Estado, Putin é descrito como um "filho da p. maluco" que mantém o mundo em alerta quanto a uma possível ameaça nuclear.

Biden afirmou: "Esta é a última ameaça existencial. É o clima. Temos um sujeito maluco como o Putin e outros, e temos que estar sempre preocupados com um conflito nuclear", conforme citado pela agência Reuters.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, considerou que as declarações do presidente norte-americano podem ser vistas como uma tentativa de se assemelhar a um "cowboy de Hollywood", o que, segundo ele, "degrada".

"O uso de tal linguagem contra o líder de outro Estado pelo presidente dos Estados Unidos é improvável que prejudique o nosso presidente, o presidente Putin. Mas isso degrada aqueles que usam esse vocabulário", afirmou Peskov, citado pela mesma fonte.

Ressalta-se que os ataques verbais de Biden têm se intensificado. Na semana passada, ele afirmou que a morte do opositor Alexei Navalny foi resultado de "Putin e seus capangas", embora a presidência russa tenha negado qualquer envolvimento.

Na terça-feira, o presidente dos Estados Unidos anunciou que o país implementará um amplo conjunto de sanções contra a Rússia, não apenas pela morte de Navalny, mas também devido à guerra na Ucrânia, que perdura há quase dois anos.

Navalny, um dos principais críticos de Vladimir Putin, faleceu na prisão, segundo o serviço penitenciário federal da Rússia. O opositor russo, de 47 anos, estava cumprindo pena em uma prisão no Ártico sob "regime especial" e passou mal após uma caminhada, perdendo a consciência.

Leia Também: Putin diz que prefere Biden a Trump por democrata ser mais previsível e experiente

Campo obrigatório