Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

EUA retomam sanções contra Venezuela por cerco de Maduro a opositores

Principais adversários do ditador têm sido impedidos de concorrer em eleições previstas para 28 de julho

EUA retomam sanções contra Venezuela por cerco de Maduro a opositores
Notícias ao Minuto Brasil

20:12 - 17/04/24 por Folhapress

Mundo Venezuela

(FOLHAPRESS) O governo dos Estados Unidos vai retomar sanções contra a Venezuela devido ao cerco imposto pelo regime à oposição antes das eleições previstas para julho, disseram nesta quarta-feira (17) autoridades americanas. A lisura do pleito tem sido questionada desde que os principais adversários do ditador Nicolás Maduro foram impedidos de participar da disputa.

Washington havia levantado as sanções ao setor energético e ao ouro venezuelano em outubro de 2023, após um acordo alcançado entre o regime e a oposição em um processo mediado pela Noruega.

O acordo sugeria a possibilidade de a oposição participar das eleições presidenciais previstas para 28 de julho, nas quais Maduro busca um terceiro mandato. No entanto, desde então, a principal rival de Maduro, María Corina Machado, permanece inabilitada, e Corina Yoris, nomeada por ela para substituí-la nas eleições, não conseguiu inscrever sua candidatura.

Insatisfeita com a situação, Washington advertiu várias vezes que, se Caracas não mudasse de rumo, iria reimpor as sanções. Em janeiro, a Casa Branca já reativou as sanções à empresa estatal de mineração de ouro, depois que o Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela ratificou a inabilitação política de María Corina.

Campo obrigatório