Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

BNDES pede a falência imediata de empresas de José Carlos Bumlai

O banco público é o maior credor das empresas do pecuarista amigo de Lula

BNDES pede a falência imediata de empresas de José Carlos Bumlai
Notícias ao Minuto Brasil

06:34 - 23/12/15 por Notícias Ao Minuto

Política Calote

O BNDES ingressou com um pedido de falência "imediata" das empresas do grupo empresarial de José Carlos Bumlai, por não receber pagamentos de dívidas há um ano.

Os débitos são do grupo São Fernando, que está em recuperação judicial desde abril de 2013 e somam R$ 1,2 bilhão. O banco público é o maior credor das empresas de Bumlai: o grupo deve ao banco cerca de R$ 300 milhões, o equivalente a um quarto da dívida total.

O banco já havia pedido a falência do grupo do amigo de Lula, que está preso e virou réu na Operação Lava Jato, em junho deste ano. Como o grupo não cumpriu o que havia acertado em seu plano de recuperação, o BNDES ingressou com uma nova petição.

O BNDES fez dois tipos de financiamentos para Bumlai. Entre 2008 e 2009, emprestou sem intermediários R$ 395,2 milhões para a usina de álcool e açúcar do empresário. Em 2012, o BNDES fez duas operações intermediadas pelo Banco do Brasil e BTG Pactual, no valor de R$ 101,5 milhões para a empresa de Bumlai que produz energia a partir de bagaço de cana, a São Fernando Energia. Ao todo, a instituição concedeu empréstimos de quase R$ 500 milhões às empresas do pecuarista. Esse montante não contempla os juros cobrados pelos atrasos, os quais o banco não informa por questões de sigilo bancário.

Segundo os advogados do grupo, já foram quitados R$ 320 milhões da dívida.

Campo obrigatório