Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Vereadores trocam socos em sessão transmitida ao vivo em Câmara na Bahia

A agressão entre os parlamentares foi transmitida ao vivo no canal do YouTube da Casa

Vereadores trocam socos em sessão transmitida ao vivo em Câmara na Bahia
Notícias ao Minuto Brasil

20:00 - 28/02/24 por Estadao Conteudo

Política Violência

Vereadores da Câmara Municipal de Lauro de Freitas (BA), município da região metropolitana de Salvador, trocaram tapas e socos na sessão ordinária desta quarta-feira, 28. A agressão entre os parlamentares foi transmitida ao vivo no canal do YouTube da Casa. Outros parlamentares e seguranças separaram a briga e a sessão foi encerrada.

As imagens mostram Loxa Lopes (PP) brigando colega Gabriel Bandarra Joffily de Souza, conhecido como Tenóbio (União Brasil). A confusão começou após Tenóbio ter dito que a presidente da Câmara, Naide Brito (PT), "mentiu de maneira descarada". O discurso também era direcionado à prefeita Moema Gramacho (PT), a quem o vereador faz oposição.

Loxa Lopes não gostou e fez um discurso exaltado, inclusive socando a mesa que dividia com o outro vereador. "Quando você desqualifica uma senhora chamando de descarada, está desqualificando a pessoa. Não está desqualificando a parlamentar não. Descarada quer dizer sem vergonha, desavergonhada. Gente, sai do normal do Parlamento, sai do normal da educação", disse o vereador. "Se fosse minha mulher ou minha filha, não terminava a frase", acrescentou.

Os dois vereadores discutem e, em seguida, Lopes dá um tapa em Tenóbio, dizendo: "descarado é o senhor". Eles trocaram socos e tapas e foram contidos por colegas e seguranças.

Tenóbio afirmou em seu perfil no Instagram que não é a primeira vez que sofre "agressões políticas" dos adversários e que os ataques teriam aumentado depois que ele se declarou pré-candidato à prefeitura. O vereador disse que registrou um boletim de ocorrência na 23ª Delegacia de Polícia, em Lauro de Freitas.

Lopes foi procurado pelo Estadão para comentar o caso, mas até a publicação desta reportagem não se pronunciou. A Câmara Municipal de Lauro de Freitas também não respondeu aos contatos.

Campo obrigatório