Meteorologia

  • 27 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Lira cria comissão sobre yanomamis com deputados bolsonaristas e pró-garimpo

A ação é apontada como contraditória e contra o meio ambiente

Lira cria comissão sobre yanomamis com deputados bolsonaristas e pró-garimpo
Notícias ao Minuto Brasil

22:48 - 14/05/24 por Folhapress

Política Meio Ambiente


BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), criou uma comissão externa para investigar a crise humanitária dos indígenas Yanomami, em Roraima, composta apenas por deputados bolsonaristas, a começar por sua coordenadora, Coronel Fernanda (PL-MT).

Dentre seus membros também estão o deutado Nicoletti (União Brasil-RR), defensor do garimpo em Terra Indígena, e Silvia Waiapi (PL-AP), indígena e que foi secretária de saúde indígena do governo de Jair Bolsonaro (PL).

A principal causa da crise humanitária do povo Yanomami é o garimpo ilegal dentro do território, que explodiu justamente durante a gestão bolsonarista.

A atividade causa a destruição da floresta e dos rios, o que prejudica a fauna e a flora da região e, portanto, a alimentação e a maneira de viver dos indígenas.
A extração ilegal também utiliza mercúrio, metal pesado que polui os rios, é ingerido pelos peixes, que depois servem de comida para os moradores das comunidades, e causa de doenças graves, inclusive cerebrais.

A presença de homens brancos ilegalmente dentro do território também espalha a malária, que causa centenas de mortes indígenas todos os anos.

Todos esses fatores criaram uma situação de grave crise humanitária entre os yanomami, que sofrem sobretudo com a desnutrição e a malária.

Seis dos 15 deputados da comissão criada por Lira são do PL, partido de Bolsonaro, e quatro usam os termos coronel ou capitão em seus nomes.

Procurada pela reportagem, Silvia Waiapi afirmou que o objetivo da comissão é "trazer à tona a realidade do povo indígena".

Campo obrigatório