Meteorologia

  • 01 MARçO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Conselheiro Lafaiete registra duas mortes por febre maculosa

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, os pacientes tinham 23 anos e 25 anos, e o local provável de infecção (LPI) é investigado.

Conselheiro Lafaiete registra duas mortes por febre maculosa
Notícias ao Minuto Brasil

09:45 - 25/06/23 por Estadao Conteudo

Brasil FEBRE-MACULOSA

A prefeitura de Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais, informou na sexta-feira, 23, que a cidade registrou duas mortes por febre maculosa na primeira quinzena de junho. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, os pacientes tinham 23 anos e 25 anos, e o local provável de infecção (LPI) é investigado.

No mesmo dia, a Secretaria de Saúde mineira publicou um boletim sobre a doença. Em comunicado divulgado no site oficial, a pasta disse que o Estado registrou, em 2023, 11 casos e quatro óbitos, mas destacou que o número de ocorrências está "dentro do esperado".

A pasta não informou em quais cidades os óbitos ocorreram, porém, informou que os casos são registrados em todo o Estado, principalmente nas "regiões Centro, Vale do Aço, Leste e Leste do Sul". O Estadão pediu mais esclarecimentos à secretaria sobre as vítimas, mas não obteve resposta por ora.

O que é a febre maculosa?

A febre maculosa é uma doença zoonótica infecciosa causada pela bactéria Rickettsia rickettsii, que é transmitida pela picada do carrapato do tipo Amblyomma cajennense, popularmente chamado de carrapato-estrela.

Os humanos, porém, são hospedeiros acidentais, ou seja, não há transmissão de pessoa para pessoa.

A doença é caracterizada por febre e pela presença de manchas vermelhas na pele (as máculas). Se houver demora na busca de tratamento, o risco de morte é altíssimo.

A febre maculosa brasileira, causada pela Rickettsia rickettsii, é a doença transmitida por carrapatos de maior importância no País, sendo endêmica na Região Sudeste, segundo o Ministério da Saúde.

Campo obrigatório