Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Região Sul registra 7 mortos por causa das chuvas nos últimos dias

O Vale do Taquari (RS), destruído pelo ciclone extratropical de setembro, voltou a ter inundações

Região Sul registra 7 mortos por causa das chuvas nos últimos dias
Notícias ao Minuto Brasil

07:14 - 20/11/23 por Estadao Conteudo

Brasil sul do brasil

Quatro pessoas morreram no Rio Grande do Sul e outras três em Santa Catarina por causa dos impactos causados pelas fortes chuvas nos últimos dias. Há dois desaparecidos no interior gaúcho e um no litoral catarinense. O Vale do Taquari (RS), destruído pelo ciclone extratropical de setembro, voltou a ter inundações. Os governos atuavam no domingo, 19, para tirar moradores de áreas de risco e auxiliar os afetados.

Nos últimos meses, a Região Sul tem enfrentado extremos climáticos, como chuvas e ciclones. A intensidade dos fenômenos está ligada ao El Niño.

Em Gramado (RS), duas mulheres morreram soterradas em casa. As vítimas eram Elisabeta Maria Ponath, de 51 anos, e Lidowina Lehnen, de 86. Outras duas pessoas que estavam no imóvel sobreviveram.

Em Coqueiros do Sul, o corpo de uma mulher não identificada foi encontrado na madrugada do domingo preso em galhos no Rio Turvo. Segundo os bombeiros, a vítima estava em um veículo, junto com um homem e uma criança, arrastado pela correnteza no sábado. Os dois seguem desaparecidos.

Já em Vila Flores, o corpo de um homem foi encontrado pelos bombeiros mergulhadores, domingo, no Rio da Prata, a 13 metros de profundidade. A vítima teve seu carro levado pela correnteza no dia anterior. Dois passageiros se salvaram.

Segundo o governador Eduardo Leite (PSDB), 38 municípios reportaram ocorrências em função da chuva. Mais de 31 mil pessoas foram afetadas, 399 desabrigados e 1.665 desalojados.

Em Santa Catarina, duas mulheres morreram em Taió na quinta, 16. Um homem em Palmitos foi localizado sem vida na noite de sexta, 17. Uma pessoa está desaparecida em Praia Grande. Desde 14 de novembro, mais de 60 municípios registraram ocorrências relacionadas com temporais, inundações, vendavais, alagamentos, granizo e enxurradas. Há 64 municípios em situação de emergência, sendo 8 em estado de calamidade pública.

SÃO PAULO

Cidades de São Paulo registraram queda de árvores após as fortes chuvas e ventania na noite de sábado, 18. Em algumas partes da região metropolitana, como Embu das Artes e Taboão da Serra, interrupções no fornecimento de energia prejudicaram o abastecimento de água. Na capital, ao menos 100 árvores haviam caído até a metade da manhã de domingo, de acordo com a Defesa Civil do Estado.

Foram registrados ventos de forte intensidade nas regiões de Bauru, Franca, Marília, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, Vale do Paraíba e na capital paulista, segundo a Defesa Civil. Não há registro de feridos graves.

Às 12h30 de domingo, a Enel Distribuição afirmou que a pancada de chuva com ventos que atingiu parte da região metropolitana na noite de sábado afetou o fornecimento de energia em alguns locais, mas que o serviço já havia sido restabelecido para mais de 90% dos afetados.

Nas redes sociais, moradores das zonas norte, sul e oeste reclamaram da falta de energia. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura de São Paulo, a cidade entrou em estado de atenção para alagamentos às 12h42.

Leia Também: Randolfe: Resultado de eleição argentina corrobora que avanço da extrema-direita é realidade

Campo obrigatório